Cardápio de Natal: Batatas Assadas

Eu sou uma pessoa que ama batatas e sem elas no cardápio de Natal, nada seria. Sei, sou dramática, mas eu gosto de batatas e com um bom molho de algum assado natalino, é uma combinação perfeita.

Batatas Assadas

 

Fazer batatas assadas não tem o seu segredo. Eu gosto de cozinhar primeiro na água com sal e depois fazer uma cama de sal grosso e leva-las ao forno durante 30 minutos. Depois é só tirar o sal grosso que fica na parte de baixo da batata. Pronto, elas estão prontas para serem servidas. Ah, esses cortes e um pequeno amassado foi uma tentativa de fazer batatas ao murro, mas desconsidera. Todos os super heróis tem as suas fraquezas, a cozinheira aqui, também tem a sua fraqueza… resumo da história, não consigo dar murros nas batatas (sou fraca?!). Na próxima chamo o cliente vip com a sua força de ogro para esmurrar as batatas, tenho dito.

Ps.: Acredito que não seja só comigo, mas dezembro está sendo um período tão estranho, tenho a sensação que o universo engoliu todas as energias do mundo… energia, volta para Terra por favor?

7 comentários para “Cardápio de Natal: Batatas Assadas”

  1. Sou casada com português e aqui em casa ai ai ai se faltar batatas!
    Gostei da sugestão e vou fazer ainda esta semana.
    O murro na batata vc pode fazer usando um daqueles martelinhos de amaciar carne, ou com o auxílio de uma colher de pau vá empurrando a batata depois de cozida. Não vale a pena quebrar a unha por uma batata! :)
    Bjs.

  2. Olá , gosto de receitinhas assim , facinhas e que incrementam , nas festas e até no dia-a-dia.Sendo batata , então, é nota dez. Adoro batatas , rsss, se deixar como todo dia !Parabens pelo blog é muito bacana!
    Abraço.

  3. Oi, Nana!
    Batata é muito versátil, dura bastante e gostosa de todas as formas. Não dá pra ficar sem!
    Vim avisar que tem uma brincadeira pra você no Naco, mas fique à vontade para aderir, ok?
    Beijo grande, amiga!

  4. não sei se é falta de energia, acredito que seja uma forma mais realista de encarar o natal, é uma festa religiosa, não consumista. estamos no final do ano e todo o peso dele realmente nos puxa pra baixo, leva a nossa auto estima e ficamos assim, pedindo para o mundo acabar. esse final de ano decidi que não vai ser assim e até agora estou bem. não sei se é por que meu irmão esta internado em uma clínica para dependentes químicos ou o fato de eu ter sofrido um acidente doméstico e quebrar o braço, a realidade veio, e não é nada divertida. eu já passava o natal e o ano ano descansando com o meu marido e dois filhos que hoje tem 19 e 16 anos, sem grandes festas. esse ano vamos nos concentrar em meu irmão, estamos mais próximos e confiantes, espero que 2012 a gente fique mais forte. adoro o blog e amo batatas, feliz natal…………

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *