Pets Love!

Plaquinha de Identificação para o seu Pet {DIY}

Olá mundo cão (juro, vi isso em um site em construção e acho justo usar para essa postagem e a minha Dog também)!!!

Hoje a titia Martha (não sou eu e sim a Martha Stewart) vem nos ensinar a fazer plaquinhas para identificação do seu cão. Quando eu vi, pirei, tem molde também:

{Foto site Martha Stewart}

Eu pirei, achei uma graça, a única coisa ruim nessa história toda, queria uma que não fosse papel ou tivesse papel. Sabe, ainda chove na cidade da garoa, é um risco sair para andar e pegar uma chuva básica no meio do caminho e perder uma plaquinha. Se bobear, ainda perder o cachorro (bate três vezes na madeira, coloca sal grosso e mais simpatia). Não, não desejo isso nem para o meu pior inimigo, mas todo cuidado é pouco.

Resumindo, quem fazer ela em rezina, acho que ficará uma graça. Para ver o DIY da tia Martha sobre as plaquinhas, clique aqui.

Ahh, o site da tia Martha tem bastante coisa bacana para Pet, estou acompanhando e qualquer novidade útil, juro que posto aqui para vocês saberem.

Resumindo, acabei comprando uma plaquinha de metal para a pequena dog. Essa é única coisa que ela tem de luxo e fresca que nem a mamãe (oi?!), nem foi tão caro assim, paguei 14 dinherinhos no Pet perto de casa. Para fazer a gravação é trinta Reais, no pet shop, já  no centro da cidade, é mais barato, frente e verso. Bom que a sua duração será longa.

“Nana, mas plaquinha é tão importante assim?”

Eu ainda acredito nas pessoas, mas nem tanto assim. Mas acidentes sempre acontece e o seu cachorro pode ligar o turbo canino e sair correndo no meio da rua ou parque sem medo de ser feliz. Resumindo, você desesperada procurando o seu amigo perdido por aí. A plaquinha ajuda alguma pessoa que achou o seu dog a encontrar o seu dono e ele poder voltar para casa sem passar por apuros. Viu a importancia da plaquinha?

Mas como eu falei, isso vai depender da natureza humana, infelizmente.

Ps.: existe também o chip da prefeitura, ainda não sei muito sobre isso… mas acredito que não é grande coisas, aqui não é EUA em questão a segurança de um pet e as poucas conversas que eu já tive, não foram tão felizes assim.

9 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *