Papo de Menina

Festinhas de Arromba… quanto você gastaria para o seu filho ter a melhor festa?


Eu sei, cada um faz o que bem entender da sua vida, mas eu fico boba quando vejo crianças sendo adultos, usando salto alto, achando que são os mais belos do mundo e que a vida é resumida apenas em beleza e dinheiro. Mas esse caso, é outro, que acaba caindo no mesmo tópico de sempre: gastar sem limite para que um filho tenha tudo do melhor.
Lembro quando pequena, minha mãe fazia um bolo de chocolate e brigadeiros, chamava as crianças da rua e éramos felizes. Hoje, as pessoas gastam mais de cinco mil reais para fazer uma festa de aniversário para uma criança. Calma, esse programa chega a ser um número mais alto, pais gastando mais de trinta mil dólares para fazer uma big mega festa. Ainda mostra as crianças dando a sua opinião, que gostaram, ou não gostaram, o que querem, o que são e etc.

Espera aí, esses serão o futuro do mundo?

Adultos que ficarão frustados (mais que nós) por não conseguir pagar uma bolsa super cara da loja tal? Uma coisa eu sei, eles vão dar um jeito de comprar, mas pagar será outra coisa, por que tem a necessidade de ter aquilo.

Quais são os conceitos de formação daquela criança? Que tudo tem que ser master, grande e caro?

Ok, eu não sou mãe (se é para viver em um mundo assim, prefiro nem ser, já que acontece no meio social do seu filho, influencia também o seu filho), não posso meter o dedo na vida dos outros e falar “você é louca?”. Mas gente, dinheiro não é tudo, criança se diverte em qualquer situação e isso, infelizmente, depende da educação, o que é mostrado para o filho, quem anda com eles, etc. Concordo, que dinheiro trás felicidade para muitas pessoas realizarem os seus sonhos (como viajar, comprar a casa própria, etc), mas criatividade sem precisar de muita grana, também trás felicidade. Precisamos ensinar, viver e mostrar que a simplicidade e humildade também é uma forma de ser feliz.

Estamos vivendo um mundo de loucura coletiva, aonde os valores familiares, educação e aproximação com a natureza não tem mais valor como antigamente, e sim, dinheiro, dinheiro e dinheiro.

Enfim, para o mundo que eu quero descer, por favor?

7 Comentários

  • Angela Valle

    Olá, concordo com você.
    Fui criada com festinhas feitas pela minha mãe, criei minhas 3 filhas assim e meus netos também.
    A exceção foi a festa de 15 anos da minha neta em dezembro passado.
    Algumas vezes vamos ao Zoo,ao boliche ou outro passeio qualquer e quando chegamos em casa cantamos parabéns com o bolo e doces que fazemos em casa.
    Todos ficam felizes!
    Um abraço, Angela

  • Telma Maciel

    É, Nana… vejo mta loucura por aí! Sofia pela primeira vez vai ter uma festinha em buffet, agora no aniversário de 8 anos. MInha mãe quis dar de presente (queria aos 5) e eu permiti. O próprio buffet oferece os exageros (balão pelo teto todo, por exemplo… quero não!). Enfim… quero uma festinha simples pq nós somos simples e somos felizes assim! Acho que tem q comemorar, mas não pode exagerar!
    Aliás, essa festinha mesmo a Sofia nem sabe! Não vai dar pitaco… é uma festa surpresa e espero conseguir segurar isso até o dia! rs
    Ah! Qndo vi esse comercial tive a msm reação q vc: “que absurdo! Povo sem noção!!” Afe…

  • Nana

    Telma, eu até falei no face do Manga hoje, que eu assisti do Circo, a mulher gastou 30 mil reais para fazer a festa para duas crianças, fazendo um circo real na cidade. A menina era bem chatinha, falando que era a única linda da festa, que tudo era dela, o pônei que foi dado era dela e não do irmão e o irmão, super fofo, só pediu para ter macaco (por ele nem seria o tema circo). Quando foi cortado o bolo, a mãe só deu pedaço para a menina, ele teve que entrar na fila e reclamou, falando que realmente a festa era para a irmã. Quando foi o pônei, também reclamou, falando que só deixaram a irmã andar. Enfim, o menino foi excluido da própria festa. Fiquei morrendo de dó.

    Ahh detalhe, quem escolheu o tema, foi a mãe, pq ela achava o máximo circo.

  • Trícia Orih

    Nossa que horror! Os valores hj em dia estão totalmente invertidos,n se comemora um aniversário…faz-se um evento.Sempre comemoro o aniversário dos meus filhos…umas vezes gastando um pouquinho mais,em um salão com decoração e na maioria das vezes em casa ou na escola. Acho q nem se eu tivesse tanto $$$ eu faria, meus valores são outros…graças a Deus! Bjs
    http://delicinh.blogspot.com.br/
    Trícia. Apareça por aqui!

  • 18438550839786304932

    Um dia essas crianças serão adultos que terão que pagar suas próprias contas, terão que ter seu próprio dinheiro…. e se não conseguirem pelo fato de terem tido tudo dos pais ?……. o que teremos, playboys fazendo sequestros relampagos, assaltando para manter o padrão de vida a que estavam acostumados…. quantas Suzanes von Richthofen vamos ter…… filhos matando seus pais pela herança…… onde esta a valorização do que é familia, amor, respeito….. espero que os pais que ainda gastam fortunas em “festinhas” para seus pequenos caiam em si…. e passem a valorizar outras coisas mais importantes na formação do ser humano…..

    Bjuxxxx

    :)+

  • Lu Guedes

    Concordo! Esse ano fiz uma festa para meu filho que certamente entrou para a história dos coleguinhas…eles brincaram de corrida de saco, ovo na colher, acertar o rabo do burro, dança da cadeira e pesca peixe! Depois bolinho, foto com um espantalho que uma amiga fez para a festinha e foram muitos os comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *