Batatas rústicas e a vida…

- Categoria: Receitas

Sabe, a um bom tempo, eu lutei contra fantasmas, pensamentos e medos, não poderia me deixar cair no “fracasso”.

Quando eu comecei o blog, estava bem cansada e por causa disso, eu atraia bastante pessoas que passavam pelo mesmo momento de vida que eu passava.

O que eu quero falar hoje, espero que essas pessoas ou outras que passam por esse momento, se sintam confortável com as minhas palavras.

Vamos lá:

Cozinhar, era a grande fuga, era aonde eu conseguia paz interior.

Eu tinha até medo de um dia essa paixão fugir pela janela, eu sou ariana e arianos não gostam de ficar em uma mesma idéia por muito tempo, parte para uma nova aventura e sentimentos. Mas por incrível que pareça, ainda estou aqui.

Mas não nego que algo mudou, algumas coisas da minha vida mudou sim e não foram as batatas…

Eu tento ser uma pessoa super mente aberta, não vou falar que erro em alguns julgamentos e por esse motivo, parei para escutar o que todas as partes tem para dizer, para tentar entender, engolir, digerir e tirar uma conclusão que é só minha.

Nesse meio período, percebi e encontrei algo que realmente me faz sentir bem, que odeio falar que é religião (culturalmente, pode ser religião para algumas pessoas em outros países do mundo) e sim, em um modo de vida.

Minha intenção nunca foi e nunca será em transformar outras pessoas ou converte-las, eu gosto dessa diferença… o que seria do mundo se não existisse os prós e contras, nisso encontramos o meio termo, o equilíbrio.

Não deixei de acreditar em Deus, posso falar que deixei em acreditar na manipulação das pessoas, porque é muito simples, tudo é muito simples. Até porque esse meu novo modo de viver não me proíbe em crer e sim, a me conhecer, a me perdoar, a perdoar os outros e ficar de bem comigo mesma.

Coisa muito difícil no mundo de hoje e confesso que ainda sofro, por não largar certos pensamentos que me condenam “você é isso ou aquilo” ou “você nunca terá isso ou aquilo” e não é bem assim.

Sabe, não estou aqui para falar você precisa fazer o que eu faço, estou falando que apenas mudei, sou uma pessoa que está em um momento de transformação.

Sei que algumas pessoas vão ficar curiosas, eu continuo acreditando em Deus e acho que é isso que importa. Porém, não acredito em um Deus ruim ou bom, acredito no equilíbrio que vive dentro de nós, que devemos procurar o melhor e que não devemos nos apegar a tudo. Mo momento que nós apegamos, sofremos com a idéia de não termos, ou da dificuldade de termos e perdermos ou a decepção de termos e não ter a mínima graça.

Um exemplo bem simples: você que fica aí pensando “poxa, eu queria tanto um batom da marca x”, que tal você passar o batom que já tem e quando estive rua, sorria para as pessoas. Isso mudará a sua vida e da pessoa que poderá estar tendo um dia ruim ou que perdeu as esperanças.

Batatas Rústicas

Batatas rústicas

O que as batatas tem a ver com essa história toda?

Nada, realmente nada.

Eu já estava meio que entrando em modo “formatar HD Cerebral” por causa das eleições, tentando entender ambas as partes e as outras também e pensei “Samba!!! Tudo vai dar em samba, no carnaval claro!”. As pessoas brigam, se tornam inimigas públicas numero um por causa de política, por causa de futebol, por causa de tudo… eu que já tenho minha opinião formada, só posso fazer que qualquer cidadão tem direito e deve fazer: cobrar dos políticos uma boa administração, principalmente um plano que foque na economia.

Por que economia?

A economia que faz a maquina funcionar, que faz ter empregos, melhores condições de vida, melhores serviços públicos, enfim, a nossa vida ter mais estabilidade.

A minha conclusão é simples, igual a essas batatas rústicas.

Para fazer batatas rústicas, você precisa pensar: se eu cortar as batatas mais grossas, mas se ela não ficar molinha?

No meu caso, eu levei para cozinhar antes no micro-ondas e depois fritei no óleo.

Se você cortar mais finas, dá para fritar sem precisar cozinha-las.

Agora, se você for cozinha-las na água, seque-as muito bem antes de fritá-las.

Lembre-se, nunca tire a casca e frite em uma panela com bastante óleo.

Depois é só jogar sal (algumas pessoas gostam de jogar sal grosso) e uma erva que você goste, tipo o tomilho.

Nesse momento tu para e pensa “a simplicidade é algo tão bom e gostoso” que essas batatas serão representadas em outro post que publicarei na quarta, falando de algo daqui de Porto Alegre. Aguardem :)

Se você gostou dessa Receita Batatas rústicas, compartilhe nas suas mídias sociais e aos seus amigos.
Não esqueça, de seguir o blog Manga com Pimenta nas Mídias Sociais.
Quem fez essa receita, marca no instagram com a hashtag #blogmangacompimenta e me marcar @blogmangacompimenta, que vou adorar saber do resultado :)

Não esqueça de participar da Comunidade do Manga com Pimenta do Google Plus. Clique aqui para participar! Vamos trocar receitas, dicas, postagens e prosear um pouco.

Também siga o meu perfil no Google Plus: +NanaRicchetti e confira as ultimas novidades por lá.