Como fazer um molho de tomate caseiro e sem conservantes

Lembram que eu falei dos produtos industriais? O grande vilão para a saúde?

Senão, clique aqui. Quem quiser saber mais sobre esse assunto, convido para assistir os vídeos da Francine Lima do Canal do Campo a Mesa.

Hoje ensinarei a fazer um belo molho de tomate em casa!!!

“Naninha, vale a pena?”

Vou ser bem sincera, para sua saúde sim.

Na questão economia, depende do preço que você pagar no tomate. No meu  caso, saiu um pouco mais barato.

Mas dependendo do preço do tomate,  o valor do molho será elas por elas ou poderá sair um pouco mais caro.

Com um quilo de tomate, usei esse molho caseiro na preparação de 3 a 4 pratos (duas pessoas) durante a semana e devo ter gasto R$ 4.00 com tudo para prepara-lo.

“Naninha, o tomate faz bem?”

Claro que faz!!!

A nutricionista Maria Fernanda Elias explica “o tomate é fonte de vitamina C, folato, carotenóides (como o licopeno), magnésio e outras substâncias bioativas. A presença de grandes quantidades de licopeno, um pigmento natural que dá cor ao fruto, é o que chama mais a atenção”.

O licopeno tem uma notável propriedade antioxidante que protege o organismo contra a ação prejudicial dos radicais livres. O aquecimento e processamento do tomate aumentam a biodisponibilidade de licopeno, assim, o molho e purê de tomate são tidos como melhores fontes de licopeno do que o tomate cru.

“A atividade antioxidante do licopeno está associada à promoção da saúde e prevenção de uma variedade de doenças, como por exemplo, o câncer de próstata, doenças cardiovasculares e envelhecimento precoce. A substância também é capaz de evitar a oxidação do LDL – colesterol ruim. Desta maneira, inibe o surgimento de placas de gordura nas artérias, prevenindo o risco de acidentes cardiovasculares”, explica a nutricionista. – Informação daqui.

 

Molho de Tomate Caseiro e Sem Conservantes

Molho de Tomate Caseiro e Sem Conservantes
molhotomate-1
Ingredientes:

1 quilo de tomate (ideal é usar tomates orgânicos) bem vermelhos e maduros, sem as cascas
1 cebola grande picada
4 dentes de alhos gordinhos picados
1 pimentão verde picados em cubo pequenos (opcional)
1 xícara de chá de salsão picado
1/5 xícara de chá de alho poró picado (opcional)
1 colher de sopa de azeite
Sal e pimenta do reino a gosto
Coloquei uma colher de sobremesa de páprica doce (opcional)

Você pode adicionar também:

Caso não ache salsão, use salsinha no final do preparo do seu molho.

Outros temperos que você pode colocar no final do preparo: manjericão e orégano.

Arrisque e abuse de outros temperos e ingredientes para criar o seu molho de tomate caseiro.

 

molho de tomate caseiro

 

Modo de Preparo:

Lembra que eu ensinei a tirar as peles do tomate aqui? Senão, clique aqui.

Pique bem picados os tomates na faca ou use um liqüidificador.

Eu gosto dos pedaços de tomates no molho, posso deixar uma sugestão para quem for usar o liqüidificador?

Pique dois tomates na faca e triture o restante no liqüidificador.

Ah, outra coisa, eu não tiro as sementes, não tem necessidade.

Na panela, refogue a cebola, pimentão e o alho no azeite até dourar, adicione o salsão, o alho poró, um pouco de sal, páprica doce e a pimenta de reino. Mexa bem, durante alguns minutos.

Adicione os tomates picados/triturados (ou os dois), um a dois copos americanos de água e deixe os tomates cozinhando durante uns 10 minutos. Caso precise de mais água, adicione no seu molho.

Acidez: deixo a dica de colocar uma colher de sobremesa de açúcar ou para quem é diabético ou quer evitar o açúcar, use uma cenoura picada no começo do cozimento do molho (essa dica foi dada pelo meu professor de Gastronomia).
molho de tomate caseiro

 

Olha o resultado final!!

Deixou a minha macarronada linda e super gostosa.

Eu acabei parando nos tempos quando eu era criança e ia para São Manuel visitar meus parentes e uma tia da minha mãe preparava esse tipo de macarronada, com um frango assado maravilhoso. Nem preciso dizer que me acabei de comer? Não é?

Para quem quiser congelar, é só colocar em potes ou sacos plásticos e levar o seu molho para o congelador.

Ah e a validade?

Coloque uma validade de um mês para os seus molhos congelados.

Ps: os textos informativos estão em itálicos e com links dos sites que foram retirados. Para quem ficou interessado sobre o assunto, clique nos links para ler mais e conhecer um pouco mais sobre esse alimento.

Se você gostou dessa Receita Como fazer um molho de tomate caseiro e sem conservantes, compartilhe nas suas mídias sociais e aos seus amigos.
Não esqueça, de seguir o blog Manga com Pimenta nas Mídias Sociais.
Quem fez essa receita, marca no instagram com a hashtag #blogmangacompimenta e me marcar @blogmangacompimenta, que vou adorar saber do resultado :)

Não esqueça de participar da Comunidade do Manga com Pimenta do Google Plus. Clique aqui para participar! Vamos trocar receitas, dicas, postagens e prosear um pouco.

Também siga o meu perfil no Google Plus: +NanaRicchetti e confira as ultimas novidades por lá.

4 comentários para “Como fazer um molho de tomate caseiro e sem conservantes”

  1. Não há nada como um molho caseiro e cheio de sabor. Por aqui também faço muito quando tenho os tomates maduros na horta, é uma forma de termos algo saboroso e pronto sempre à disposição para fazer deliciosas refeições e muito mais económico.
    Parabéns pelo blog, não conhecia mas já fiquei seguidora deste lado do mundo :)

    Gulosoqb

  2. Eu descasco tds os tomates na faca, e refogo com com as sementes umas duas cenouras e alguns deles, depois eu bato no liquidificador.
    Refogo o alho e a cebola, aí coloco o restante dos tomates picados na faca, e deixo refogar, depois despejo os batidos.
    Deixo cozinhar bem, e tempero, como eu gosto picante coloco uma pimenta dedo de moça.
    Hum, fica otimo.

  3. Amei sua receita, depois que tive cancer de intestino fiquei adepta pelo natural, entao planto muito o que como e uso tambem adutos organicos, gostei da sua receita, mas como comprarei meus tomates no ceasa, pretendo comprar uma caixa, preciso sabe como procedo para tirar todo agrotoxico dele, pelo menos uma parte, nao apredi em meu curso de gatronomia. Obrigada No aguardo Catia Luiza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *