Limpar paredes sem estragar a tinta – Dia de Faxina

- Categoria: Brincando de Casinha, Papo de Menina

A postagem de hoje é para quem precisa de dicas para limpar paredes de uma forma correta!!

Sim, paredes precisam de faxina!

Não, você não precisa ir para “guerra” munida de vários produtos de limpeza, esponja especiais e etc. O que você precisará é de uma esponja macia, detergente neutro, panos de chão e no máximo, uma luva de latex para proteger as mãos.

A primeira coisa que você precisa saber:

A minha parede foi pintada com qual tipo de tinta?

Cada uma tem o seu cuidado, por isso, não adianta você querer limpá-las de um jeito e estragar a pintura da parede.

Tinta Fosca ou Sem Brilho? Tintas Acrílicas Laváveis?

Se a sua parede foi pintada com Tinta Fosca ou Sem Brilho, o principal cuidado é esfregar cuidadosamente aonde tiver uma mancha e passar um pano úmido logo em seguida.

Use detergente ou sabão neutro em uma esponja macia para tirar as manchas.

Tintas a base de água?

Nesse tipo de tinta é preciso ter cuidado, não esfregue as paredes e utilize um pano com detergente neutro para limpá-las.

 

Vamos limpar paredes?

Limpar paredes

Agora que você descobriu qual foi a tinta usada na sua casa, vamos descobrir quando é necessário limpar as paredes:

– Fique de olho nas manchas de mãos, pés (para quem tem criança) e de móveis. Limpe na hora que ver esse tipo de mancha na sua parede.

– Para quem usa cama sem cabeceira, tipo box, limpe uma vez por mês a “cabeceira fantasma”, para não manchar a parede com sujeira ou gordura do corpo. Essa dica também vale para quem tem cama encostada na parede.

– Passe a vassoura limpa na parede e no teto pelo menos uma vez por mês, para tirar possíveis teias de aranha, tufos e poeira que ficaram presas nas paredes.

– Eu ainda vou um pouquinho mais além, tenho costume de passar o aspirador de pó nas paredes. Principalmente nas paredes próximas que tem algum móvel, exemplo, mesas/escrivaninha, sofás e etc.

Limpar paredes

Aqui em casa, uma vez por ano faço uma “faxina” geral na parede, limpo a metade dela usando uma esponja macia, água e sabão neutro. Logo em seguida passo um pano molhado com água e detergente no rodo por toda a parede para tirar poeira e sujeiras e depois passo outro pano seco para secar a parede.

Faça essa faxina em dias ensolarados e deixe todas as janelas abertas, para ventilar bem a casa. Assim você evita mofo, bolor e paredes estufadas no futuro.

Alguém dentro da casa fuma?

Então fique de olho, as paredes amarelam mais rápido e esse tipo de faxina deve ser feita em período menos curto. Mesmo assim, evite ficar limpando toda hora, não é recomendável.

Atenção: nenhuma limpeza é recomendada em paredes que tenham sido pintadas em menos de 30 dias, pois sua coloração pode ser afetada.

Não esqueça de limpar o rodapé quando fizer essa faxina nas paredes, usando esponja com água e sabão neutro. Depois é só passar um pano no rodapé e no chão para tirar o resto de água e sabão que ficou dessa faxina.

Lembrando que rodapés é necessário tirar o pó que fica na superfície toda vez que você varrer e passar o aspirador de pó na casa. Caso seja necessário, passe também um pano molhado para tirar sujeiras mais grossas.

Mas Naninha, quando tem bolor ou mofo na parede?

Em São Paulo eu sofria com isso na parede do banheiro, elas eram meio azulejos e a parte de cima tinta branca comum.

Para ajudar não existia janela, não entrava luz e nem rolava uma ventilação. Pensa no drama: banhos quentes e muito, mas muito vapor. Logo, a parte que estava pintada ficava mofada, principalmente perto do chuveiro.

Se o mofo é aquele “caso simples”, que dá para tirar com a faxina, você vai precisar: alvejante com cloro e água (em geral na proporção de uma parte de alvejante para três partes de água) e detergente neutro. Com uma escova de cerdas duras, esfregue a área escurecida e depois, enxágüe.

Existem produtos para tirar “caso complicados”, mas eu nunca usei e nem sei qual poderia indicar. Provavelmente, vende no mercado, só ler os rótulos dos produtos e descobrir qual é ideal para esse tipo de caso.

Para quem sofreu (ou sofre) de infiltração, infelizmente, terá que contratar um pedreiro/pintor para arrumar a parede e pinta-la novamente.

Outra coisa que eu sofria muito em São Paulo, as paredes do apartamento ficavam úmidas em dias chuvosos e demoravam para secar. Lembro do terror que eu sofria, já que eu pintei a parede do quarto de azul e toda vez, tinha que ficar passando pano para tirar manchas de umidade (sentiram o drama?).

Nesse caso, pinte as paredes com tintas especiais para esse caso, que contenha um fungicida. O ideal é contratar um pintor e pedir para ele também fazer um serviço especial para casos desse tipo, para evitar que a umidade chegue na parte interna da casa.

Já está participando da Comunidade do Manga com Pimenta do Google Plus? Não?
Então clique aqui e participe!
Vamos trocar postagens e prosear um pouco. Sejam bem-vindos!!