Papo de Menina

Devaneios

Ousadia é o meu nome!
Sim, estou falando sério, meu nome é Fernanda e logo significa ousada.
Tentar me superar cada dia mais é um lema que levo comigo, porém sou ariana, logo deixo de lado quando não é mais novidade.
Sinceramente, não sei o “porque” estou casada e continuo a escrever no mesmo blog a mais de dois anos. Eu perco o interesse, fácil até demais…
Acho que é o amor, sim, só pode ser ele!
Eu também acredito nas coisas, nos momentos e na felicidade!
Sou eu que faço a minha vida e as vezes me irrito quando fico presa ao amor. Mas como abandonar certas coisas que me trazem brilho no olhar?
Ah, eu gosto de escrever, na verdade eu amo pensar.
Só que isso também me irrita profundamente, já que eu quero viver os meus pensamentos e viver pensamentos não é igual na hora de viver a vida.
Você pensa nas pessoas, nos lugares e situações, quando tudo se torna real, você se encontra com um chato ao seu lado, o lugar foi capturado por uma foto e não é igual ao que a revista te mostrou e viver a vida não é o mesmo que viver pensamentos.
Eu odeio pensar!
Eu quero filho, um não, dois!
Vou agradecer a Deus se mandar um menino e uma menina… na verdade terei mais jeito com meninos, vou odiar quando a gatinha manhosa do papai começar com o charme.
Quando eu falar não, é não e ela falará sim!
Ah, mulher compete com mulher…
Qual lado ganhará, a esposa que dá comida, roupa lavada e muito prazeres sexuais ou aquele rostinho perfeito criado por Deus e que será o grande amor do seu marido?!
Isso me dá calafrios…
Eu adoro pessoas, mas odeio conhecer gente.
Eu não sou o típico arroz de festa, que acaba se enturmando com Deus e o mundo. Odeio ir em algum lugar e não saber quem é meio mundo.
Isso me dá dor de cabeça, muita informação para nada e logo entro em crise de pânico. O único paraíso?
Minha casa!
Melhor, meu colchão…
Eu gosto de conhecer pessoas que eu quero conhecer e levar comigo para o resto da vida.
Sim, eu gosto de escolher ou ser escolhida!
Agora esse papo de destino, cruzou o meu caminho, gente que nunca me viu na frente e nem sabe quem sou eu, são pessoas que eu me sinto um ET na Terra do Nunca ou vejo elas como um ET na Terra do Nunca.
As blogueiras que tornaram minhas amigas e me conhecem muito bem, quando me sinto a vontade, me sinto a vontade. Caso contrário, fico muda e saio calada.
Eu tento aceitar essa vida em 80% e recuso ela em 90%. Só que tenho necessidades básicas, como alimentação, roupas e gastos em gerais. Se eu fosse filha do Bill, juro que estaria conhecendo o mundo, vendo a pobreza, a fome e as doenças.
Sim, eu sempre quis ser médica e trabalhar em países em guerra. Tenho esse desejo louco de ver o caos acontecendo na minha frente e tentar resolver com toda a minha habilidade.
Não sou médica, porém a minha casa é um caos, gosto que ele fique assim.
Para os dias de super heróina, chamo a “Benedita” e salvo o super cafofo do vilão bagunça.
Muitas vezes acho isso um tédio, um tédio completo.
É como voltasse a ser criança e fazer tudo acontecer em um mundo do faz de conta que na verdade foi inspirado na vida real da sua mãe quando você era criança.
Eu faço coisas de vovó e lembro que sou muito nova para isso, só que a maioria das vezes, eu sei que coisas de vovó me trazem a calma naquele dia de stress total e é a minha verdadeira terapia.
Eu vivo na dúvida, meu coração as vezes manda eu partir, ver o mundo e outras paisagens. Mas a minha razão manda eu ficar para não magoar as pessoas que me ama e precisam de mim!
Eu odeio quando pedem para eu colocar um chinelo!
Existe coisa melhor que sentir o chão?
Trocar as energias do corpo?
Eu odeio pé!
Para mim é a parte mais suja do corpo humano, já que você pisa em lugares que não sabe o que aconteceu lá um dia e tem os acontecimentos recentes, como as fezes de um cachorro deixado por alguma dondoca mal amada.
Muitas pessoas acham que eu sou passiva, que deixo acontecer certas coisas na minha vida sem fazer nada a respeito. Na realidade eu sou muito que ativa, porém, gosto de dar oportunidades.
Se eu não dou oportunidade a pessoa do lado, quem dará oportunidades para mim?
Só que eu não sou besta!
Começou a aproveitar, eu mudo de canto, cidade, país e mundo.
Eu odeio escândalos!
Mas não solicite que eu faça um, já que o meu escândalo não é igual ao de uma criança mimada no passeio em um shopping.
Eu sou quieta, mas não mexa comigo várias vezes sem sair correndo. Eu faço os outros chorarem apenas com um olhar e as minhas palavras cortam como uma faca. Quando menos a pessoa imaginar, volta para casa como tivesse sido atropelada por um caminhão.
Porém, isso é raro, já que eu dou oportunidades para a pessoa melhorar e muitas vezes deixo passar.
Eu adoro dialogo. Para mim o dialogo começa quando a pessoa deixa a outra falar e consegue manter o mesmo tom de voz.
Eu não discuto com tolos. Odeio pessoas que não te deixa falar, não te escuta e ama estar com a razão.
Não faço questão de agradar a todos, mas normalmente agrado as pessoas que vem de coração aberto até a mim. Mas não pense que eu me importarei eternamente, tudo tem limite, faço tudo no limite sem esperar nada em troca, porém, não farei a mínima questão quando a pessoa quiser partir.
Eu odeio gente falsa, que é uma coisa na sua frente e outra nas suas costas, vivendo de fofocas. Essas pessoas eu faço questão de manter longe da minha vida, já que Deus deu uma vida e um corpo a cada ser humano para ser vivido, não preciso viver a vida de ninguém e nem alguém viver a minha. Resumindo, odeio ser manchete!
Prefiro ficar quieta na minha, vivendo a minha vida e distribuindo bondades.
Mas eu tenho medo do silêncio…
Não do silêncio perdido dos pensamentos, mas o silêncio que alguma coisa aconteceu, o mundo mudou, a morte carregou e o vazio chegou.

11 Comentários

  • Lia

    Whooooo !!! que devaneios !! Li da primeira linha á última… e fiquei assim… sabe como …
    sem palavras,rssrs

    Não sou ariana, mas também mudo muito rápido, enjoo rápido demais e ás vezes achoque isso é um defeito meu… também me dou ao extremo, mas ao contrário de vc não consigo me desvincular depois e começo a odiar a situação de estar sendo “abusada”… aff, preciso devanear também…
    Amei o texto !!

    Bjus 1000

  • Bia

    A sensação que tive na leitura de quatro fôlegos, é que vc lavou a alma, bem o motivo não sei…Mas é bom de vez em quando externa as as “ondas” da alma.

    Bjs.

  • GislaineDiasCunha

    Lindo e profundo, Nana! Acho que temos alguns pontos em comum. A respeito de pessoas querem te fazer manchete, quando acontecer um momento oportuno vão ver que realmente sou. Quando ficam falando é porque morrem de inveja , queriam ter a coragem de fazer tantas coisas e não fazem e também não assumem quem verdadeiramente são. Aprendi no último ano e meio que a força que me fez prosseguir e completar mais uma etapa e superar uma crise foi Deus, pois eu já tava a ponto de pedir pra ser guinchada. rsrsrsrsrs
    Beijão♥♥♥

  • Rita de Cassia

    Tenho uma filha ariana, será que vou sentir medo dela?! Queria tempo pra te falar … … mas deixa pra lá … primeiro não receie em competir com filha, filhos é algo maravilhoso que tira sua alma, às vezes pelos olhos. É muuuito bom mas … preocupa, dá trabalho, cansa, machuca e como machuca. Pelo menos disso não tenha receior, jamais vai se entediar, no máximo vai sentir vontade de apertar o gogó da dita cuja algumas vezes. Quanto a língua afiada, a paci~encia em esperar as pessas melhorarem, dar chance, pra mim, isso é ser correta, uma pessoa agindo corretamente. Bem sabemos que um dia chega nosso limite e … soltamos a faca. Adorei ler esse texto, nunca pensei que você fosse diferente dele.
    bj

  • Eni Silva

    Impressionante!
    Você tem o mesmo nome da minha filhaFernanda
    todos a chamam de Nana,é ousada,não esquenta lugar,etc…e é por isso que a amo muito,rsrsrs…bj!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.