Papo de Menina

A sua aparência é tudo?

Ontem eu fui em um shopping que é um dos mais chiques aqui de São Paulo para comprar duas blusas para esse frio que chegou. Não fui produzida, até porque eu odeio me produzir achando que shopping é passarela para quem é mais bonita, magra e rica, enfim, fui com uma calça de ginastica, um moleton do marido e tênis (estou gorda ainda caracas!). Detalhe, as roupas eram de marcas, mas tudo basiquinho.

Fui na Hering (gente, lembro quando a Hering fazia parte dos uniformes escolares, não era uma marca chique, toda criança tinha uma camiseta) e quando o vendedor me atendeu, percebi a carinha de nojo dele. Perguntei das blusas de moleton e quando ele me olhou, me levou para o departamento masculino. Está certo, estava usando o moleton do meu marido que cabe duas de mim (mas eu gosto de blusão mega largão) mas não precisava para tanto. Fui para a parte feminina, deixando o mocinho para trás. Gostei de uma blusa de lã que estava 100 reais, mas meu marido falou para darmos uma volta para olharmos as outras lojas, afinal era a primeira loja que fomos ver.

Fomos na TNG e o vendedor foi uma graça, perguntou para o que seria e brincou com a Aimê (personal dog)… mas sem coragem de dar um valor alto para uma blusa de moleton, no valor de 150 reais, dei uma desculpa e fomos olhar outra loja.

Fomos em outra loja chamada Memo, na vitrine tinha blusa de moleton feminina por 90 reais, mas a vendedora falou que não tinha nenhuma feminina e saímos. Foi coisas de segundo, não sei se foi por causa do meu tamanho, ou como estava vestida… enfim, não precisam ganhar mesmo né? A mulher pelo jeito queria estar mais em casa do que vendendo algo para alguém.

Logo em seguida aparecemos na Barred`s,  eu não sei vocês, mas eu amo essa loja. Tenho muita roupas de lá e duram viu!
O atendimento foi ótimo, os preços super bacanas, consegui uma blusa básica de lã por 30 reais e comprei uma mega blusa de lã branca com zíper por 80 reais. Ainda fiquei apaixonada por um vestido de lã que era o mesmo preço da blusa, o mês que vem, volto com certeza para levá-lo. Outra coisa que reparei na loja, não eram menininhas que não conseguiram ser modelos, as vendedoras eram experientes, atendiam todo mundo bem e a loja estava com uma mega promoção. Foi um mega achado no shopping dos ricos.

A última loja que fomos foi a Chilli Beans, para ver um óculos bom para a viagem. Sobre o atendimento foi dividido, mas acho que o vendedor era novo, logo apareceu outra vendedora (ou era a gerente?), super disposta e mostrando outras variedades de óculos. Mas acabei deixando para comprar na cidade aonde vamos, já que só tinha duas opções de óculos parecidos com que eu estava procurando, mas em formato casual. Tem que ser um óculos especifico para o lugar aonde vamos, ficou para uma próxima.

Bem, essa foi a nossa aventura (eu, cliente vip e a personal dog) mega engraçada, não importa se você tem dinheiro no bolso e está disposta a gastar! Mas se não estiver vestida como desfile de moda (e magra?), esquece, tu não vai sair com uma roupa bacana.

Ps1.: Naninha revoltada (mas nem tanto), esse é o nosso mundinho capitalista e mediocre que vivemos.

Ps2.: Pessoal, a questão toda é os vendedores, não sei se tiveram esse treinamento. Mas que nem, na Hering eu estava disposta a levar a blusa de lã, só não levei por causa do cliente vip que falou para olharmos outras. Realmente, achei uma mais bonita e barata. Mas as empresas precisam seriamente cuidar da sua equipe de vendas!

15 Comentários

  • Vanessa

    Ui já passei por isso, principalmente quando estava no ensino médio, saia da escola e ia comprar roupa, dai sempre fui gorda, usava calças masculinas do uniforme e as camisetas e moletons largos, e a baita mochila nas costas, não era como hoje que as gurias vão de bolsa de festa e um caderno, ia com livros, fichários e tudo o mais… Dai saia linda da aula neh, rabo de cavalo emprovisado, e as vezes roupas meio desalinhadas devido educação física ou aula de artes. A questão era que mesmo estudando no colégio de elite, nunca era bem recebida, não seis e pelo tamanho ou pelo uniforme fora do alinhamento.
    Sei que hoje compro em lojas de tamanhos grandes e sou bem recebida, pq as vendedoras mesmo sendo magras, são como você disse, experientes e atenciosas.
    E concordo não precisamos ir com trajes de gala para um shopping, poxa é só um passeio ou uma ida as compras… Pq na maioria das vezes as pessoas mais simples são as que mais tem ou em dinheiro ou em inteligência… deveriam ensinar isso…

  • Carol

    Nana, estive em São Paulo semana passada, fiquei hospedada na casa de minha tia e ela me levou num monte de lugares, mas fiquei impressionada com o atendimento em uma loja enorme que só vende artigos relacionados a esportes, desde uma bolinha de tênis a bicicletas(esqueci o nome). O vendedor me atendeu tão bem que fiquei até sem jeito, não estou acostumada a ser tão bem atendida. Já na Liberdade e no Bom Retiro não achei nada diferente da minha cidade, atendimento mais ou menos.
    No shopping nem ao menos fui atendida, entrei, olhei, saí e ninguém veio me atender, mas na picoleteria o atendimento também foi bacana, Diletto, e mesmo eu não sendo mais fã de sorvetes e picolés, acabei comprando um pelo ótimo atendimento (minha prima teve que me ajudar a consumí-lo), na verdade, compramos quatro, um para cada, tia, prima, filhota e eu.
    Também não estou em boa forma, só em um shopping que fui mais arrumada, no outro fui de tênis sujo nas pontas pelas andanças o dia inteiro na cidade, bermuda e uma blusa de manga comprida, cabelo preso num rabo alto, sem maquiagem, só com um brinquinho mesmo e sem bolsa (fiquei com medo da maratona com bolsa).
    Já estou tão acostumada pelo péssimo atendimento que quando sou bem atendida, fico assustada e acabo comprando algo, só pelo prazer. Marido me deu dinheiro pra comprar minha geladeirinha retrô, liguei em dois lugares, mesma loja (Fast) em shoppings diferentes, uma a mulher nem me retornou para ver a possibilidade de um desconto, na outra, o vendedor me atendeu tão bem, deu o desconto, reservou mesmo sem ter a certeza que eu iria lá no outro dia. Fui na parte da tarde, atendimento de excelência, mais R$5,00 de desconto, fora o que eu já tinha conseguido e cliente satisfeita.
    Não tenho o dom para vendas, mas com certeza saberia atender melhor do que muitas pessoas que se dizem vendedoras.
    Beijos

  • bianca amadeu

    Acredito que muitas de nós temos “um causo” sobre vendedores pra contar.Já perdi as contas de quantas caras tortas me recepcionaram em lojas.Sempre fui magrela e sempre gostei de andar com roupas confortáveis, meio molequinho…posso garantir que a má vontade das vendedoras é geral ! Salvo vendedores mais experientes, a grande maioria te olha dos pés à cabeça e tentam adivinhar quanto de comissão vai levar…Já passei muita raiva com situações assim. Na realidade, com o passar do tempo e aí a experiência e o fato de morar um uma cidade não tão grande como SP já sei onde posso ser melhor atendida. Penso que mais que falta de treinamento é falta de educação mesmo.Já fui vendedora e tiva a sorte de trabalhar em uma loja que primava pelo bom atendimento independente de vestimenta ou pose…Infelizmente isso é raro hoje em dia.Pobre de nós, reféns de vendedores frustados!

  • alcina

    Olá nana
    Sabe o que diz um colega meu, essas empregadas só porque trabalham em loja chique pensam que são chiques também, escondidas nos uniformes das lojas e bem penteadas e pintadas como manda a etiqueta da loja, mas no fundo muitas vezes são gente bem pobre e sem formação nem educação nenhuma, e por isso tem esse tipo de comportamento. É a cultura que ainda está em uso nos nossos países, pelo menos cá em portugal é o mesmo o síndrome da doutorice e quem tem dinheiro é doutor e se é é bem atendido :-)))

  • Letícia

    Nana, vi sua história e me lembrei de uma q ouvi sábado, minha tia entrou em uma loja multimarcas, com todas essa marcas caras e foi mal tratada, a vendedora se achando e quando ela perguntou se os preços das camisetas eram todos iguais aí a menina soltou a pérola “Ah, aí vareia…” Como assim, te tratam mal, se acham o máximo e nem Português falam direito? Ah vá se catar… comigo é assim tratou mal eu saio sem comprar, nunca mais volto e ainda falo mal seja do que for, loja, mercado, médico, padaria, esse povo tem que se ligar e aprender de uma vez por todas que o maior tesouro deles é o cliente, sem cliente não tem venda, faturamento e nem salário. E eu cumpro essa regra, faz anos que não compro nada em um certo mercado pelo péssimo atendimento que prestam, fora outras lojas, enfim temos que colocar esse povo prá pensar e reavaliar sue métodos…..

  • mariana

    Isso é quase um clássico por aqui! Eu que não gosto de me emprequetar e não uso roupa de marca já passei por algumas dessas…

    e para só chover mais um pouquinho no molhado, aproveito para dizer que concordo com os cometários das meninas acima… muitas vendedoras estão ali por falta de qualificação para um trabalho melhor… não fazem corretamente nem esse para o qual foram contratadas e ainda por cima olham muitos clientes de cima a baixo com cara de nojinho só pq não estão vestidos como se fossem para uma festa… aff!

  • Janaina

    Já passei por essas situações constrangedoras também. Infelizmente quanto menos a pessoa tem – seja no campo financeiro e/ou intelectual – mais ela tem necessidade de menosprezar, regra geral. Parece que é a terapia para não se sentir tão insignificante. Fico revoltada quando acontece comigo, claro, e tento fazer como a Letícia, paro de comprar na estabelecimento em questão. Moro em Goiânia e aqui, acredito eu, é muitíssimo generalizada a falta de educação e não somente por estar ou não “bem” vestido, mas sim por pura ausência de preparo profissional, e de “educação de berço”. É triste, tristíssimo.

  • Flávia Pan

    Infelizmente não são somente os vendedores de lojas que andam mau humorados para o trabalho e sim a grande maioria de prestadores do Brasil ou do mundo não sei. Infelizmente é um mal geral e nem sei onde isso vai parar…acho válido (e muito) participar seus patrões dessas atitudes. Quem sabe eles percebem que precisam modificar algo para que seus consumidores se sintam acolhidos, bem tratados e sintam vontade em retornar e recomendar….

  • Denny Baptista

    Infelizmente os vendedores são muito despreparados. Mas acho que não é só questão de preparação, é questão de humanidade mesmo. Eles devem atender bem quem quer que seja, esteja vestido como uma princesa ou um mendigo. Eu já percebi a diferença de tratamento quando estou mais arrumada ou mais “à vontade”. Acho isso absurdo, porque meu poder de compra não muda por conta da roupa. E já deixei de comprar em várias lojas por conta desse tipo de atendimento. Má vontade pelo que tu está vestido, ou pelo peso. meu marido que sempre diz que um dia quer ir numa loja beeem chique, de chinelo de dedo e camiseta e comprar uma coisa tri cara pra dar nos dedos de algum vendedor desses. Eu prefiro nem dar grana pra essa gente, comissão da minha parte eles não levam!

  • lilly

    acho que o que o vendedor tem que ter em mente é vender e fidelizar um cliente. não julgar pela aparencia. tenho uma amiga que tem mta grana mas do jeito que ela esta em casa ela sai pra comprar as coisas…
    numa loja bacanerrima daqui a moça nao quis fazer um condicional pra ela ( costume de cidade de interiro) so pq ela usava bermuda ciclista e camisetão.
    depois foram ver quem era a moça, mas aí ja era tarde, ela desistiu da compra pro causa do mau atendimento.
    é isso que devemos fazer: desistir da compra, e avisar o gerente o motivo
    ESTOU DESISITINDO DE COMPRAR AQUI PQ O VENDEDOR, QUE DEPENDE DO MEU DINHEIRO PRA GARANTIR A COMISSÃO, ME ATENDEU MAL.

  • monaliza sena

    Concordo com vc,fiz alguns cursos e academia recentemente e te digo que senti tratamento diferenciado entre os clientes que subornam os empregados ou estão la a mas tempo,achei isso horrivel,meu pai sempre diz que sem o dono o comercio não anda

  • Lorena Leandro

    Na verdade, é a parte boa do capitalismo. Porque o capitalismo permite que você aperte o botão F e procure uma loja com melhores preços e melhor atendimento. Fosse lá na terra do Fidel, não tinha nem shopping pra olhar, se bobear!

    Eu acho que os vendedores atendem mal por diversas razões. Sou magra, mas não me visto como modelo, sou pessoa normal. E já fui mal atendida incontáveis vezes! Tudo é desculpa para te dar um atendimento xinfrim…

  • vi

    Não acho que você foi maltratada por conta da roupa ou do peso… a maioria das vezes que fui à Hering fui mal atendida e atualmente evito entrar nas lojas da marca. Os vendedores la são muito mal treinados e mal amados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.