Papo de Menina

Plus Size: Girl With Curves

plus1

plusz
{Fotos do Blog Girl With Curves}

Vocês podem olhar e falar “não, isso não tem nada a ver com uma plus size!”

Claro que tem, saiu do padrão “nada de frente, nada de costas… é plus size!!”.

Sabe isso me deixa louca, eu, euzinha. Agora que estou uma baleia fora do mar, encalhada ao mundo,  isso para mim sempre vem com tom de revolta. Eu sempre tive um corpo comparado a Tanesha (eu só acho, ou tenho certeza, que ela é maior que eu), mesmo assim, vivia me sentindo a gorda e baleia. Culpa das pessoas que falam mais que a boca, deixando você para baixo, porque o padrão é mais importante nessa vida e não é bem assim.

Só um apelo ao pais que lêem o blog, quer ter uma filha magra, controle a refeição e incentive bastante exercícios e quem não faz questão, por favor, não fique falando que é gorda e etc, isso deixa um trauma muito grande na vida de uma pessoa.

Agora a moda é dieta e exercícios, porém, com a minha crise de ansiedade acabei saindo fora da linha e estou pensando em voltar a reeducação alimentar, mas primeiro preciso normalizar essa ansiedade que me deixa assim, assim. Ela é a grande culpada da minha vida, eu sei, sempre soube. Sobre a minha cura de ansiedade, estou querendo até falar futuramente aqui no blog, mas fico meio assim pelo fato de algumas pessoas acharem que tem o direito de pregar uma religião. É fato, eu abracei algo muito grande que está ligado a espiritualidade, mas não é por causa disso, que existe certo ou errado, ou uma que salva e outra que destrói. Isso tudo depende de você, simples assim.

Algumas pessoas são movidas por medo, outras são movidas por energias boas e assim encaminha a humanidade. Mas esteja certa de uma coisa, ninguém é igual a ninguém, cada um tem um formato de corpo e acredito que a maioria não está satisfeita com isso, por causa que os outros falam e infelizmente escutamos.

Voltando a Tanesha, eu achei ela linda e adoro a maioria dos looks que ela mostra no blog, o problema é achar algo por aqui… vocês sabem, aqui no Brasil, é algo complicado. Quem sabe, quando os meus netos estiverem na minha idade, tenha roupas bonitas para todos os tamanhos.

Para ver os looks, clique aqui e visite o blog Girl With Curves.

Um Comentário

  • Michelle

    Nana, querida…
    Há quanto tempo vivo isso, sofro isso e leio você e compartilho com você esse sentimento… Queria escrever de forma privativa, mas postando aqui outras pessoas podem ler e, quem sabe, se favorecer.
    Há algum tempo, uns dois anos, talvez, descobri um livro chamado “Mulheres, Comida e Deus” (de Gennen Roth). Não tem nada de religião nele, gosto de falar isso porque algumas pessoas logo torcem o nariz.
    Nana, mudou minha visão sobre meu corpo, meu peso e minha relação com a comida. Consigo ver de uma outra forma as minhas questões e isso tem me favorecido muito. Já até perdi algum peso e me sinto muitp mais saudável e feliz! Feliz comigo mesma!!!
    Procure o livro! Se empenhe na leitura (ela é um pouquinho difícil…)! Mas, com certeza, recompensadora!
    Me dê notícias! Mil beijos,
    Michelle
    [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.