Papo de Menina

Post número 1000… 5 links do blog Manga com Pimenta {Antigo e Novo}

Vocês podem falar “nossa como esse ser humano gosta de falar escrever” e sim, eu gosto mesmo! E vou contar mais uma historia para vocês.

Quando o antigo Manga tinha seus 1000 posts, mudei para o wordpress e quis começar tudo denovo. Perdi muita gente no caminho, outras se perderam de mim, mas acredito que existam muitas pessoas do antigo que continuam firme e forte comigo até hoje (deixa recado e me diz “eu sou uma dessas pessoas aí”).

No antigo blog, as fotos eram horríveis por serem tiradas com celular (os primeiros celulares que tiravam fotos, sabe?), estava passando pelo estado de pobreza (é verdade), muitas das postagens eram feitas no trabalho (quanto eu não estava fazendo nada, que fique claro!) e o blog foi um grande “amigo” que me ajudou a me encontrar.

Era a famosa crise dos trinta antes do trinta, muitas coisas passando pela minha cabeça e uma loucura danada de contar tudo para vocês.

Passaram-se os anos e decidi fazer esse blog no wordpress, algo mais decente para vocês, acho que perdi um pouco da minha naturalidade, mas não perdi muito. Mas minha vida mudou, essa mulher aqui, cresceu e tem outra mentalidade… acho eu…

Para comemorar 2000 posts da minha vida, vamos falar de tekpix ops, do que rolou nessas idas e voltas durante esses anos de blogueira.

mangafoo

Primeiro post a gente nunca esquece, não mesmo, mas o primeiro post no blog foi falando sobre essa sobremesa e porque escolhi o nome Manga com Pimenta, tu pode conferir no antigo blog clicando aqui.
Claro que eu refiz a sobremesa e publiquei ela aqui no novo blog.

Engraçado, eu nem gosto de manga (mas como) e não sou tão fã de pimenta… vai entender a cabeça desse menina que escreve esse blog.

portoalegre

Muitos (ou poucos) vão lembrar da minha declaração de amor por Porto Alegre “nunca te vi, mas sempre te amei”. É verdade, é sim. Isso vem desde pequena e sempre pensava “vou morar em Porto Alegre” e quando comecei a trabalhar na VASP e atender o pessoal do sul, eu pirava com o sotaque do pessoal.

Uma curiosidade, eu pego sotaque muito rápido e muita gente que me conhecia pessoalmente, perguntavam “tu é do Sul?” e eu respondia “não, sou paulista, nascida no centro de São Paulo. Sou loka moça(o), não repara não”.

O post declarando o meu grande sonho de vir para cá está aqui (no antigo blog) e não posso deixar de fora o post que eu contei que estava morando em Porto Alegre, clique aqui.

Só de escrever isso, sinto meu corpo arrepiando.

ushuaia

Quando eu não tinha condições, o que me sobrava era viajar na maionese e como eu viajava na maionese antes!!

Para provar isso, vocês precisam ver esse post aqui.

Mas um dia eu realizei um sonho e viajei de verdade, fui ver neve, algo que eu nunca sonhava em ver, fui conhecer o fim do mundo e não quis ir embora de lá. Se todos os fins do mundo fosse que nem Ushuaia, o mundo seria bonito, baby.

Não me importo com o frio, ao contrário, sou louca pelo frio… e odeio o calor.

Para ver as postagens da viagem para Ushuaia, clique aqui.

naushu

Novamente sobre neve? Não, eu que gosto demais dessa foto, só por isso.

Ela mostra quem eu realmente sou (alguns vão falar que é triste, mas não), eu sou assim, quieta, viajando em um mundo que só a minha cabeça entende. Eu sou timida, acreditem. Eu não sou de pular, fazer caras e bocas, eu sou aquela que se perde no meio da multidão.

Mas eu coloquei essa foto para falar sobre mim, retratar duas postagens que eu abri o coração e contei o que se passava na vida real dessa blogueira aqui.

Uma é sobre a dislexia:

O blog me ajudou bastante a respeito disso, comecei a prestar mais atenção ao que eu escrevo (não é perfeito, eu sei) e tentar forçar a minha mente a ler, ler e ler tudo que eu escrevo (vocês não sabem como isso é difícil). Mas não sou perfeita, sou feita de carne e osso, sei que tenho muito a melhorar.

Eu ficava muito triste, quando aparecia algum comentário falando algo “tu é burra, tu é isso ou aquilo”. Por esse motivo, escrevi essa postagem aqui.

Outro assunto é a tristeza que eu estava sentindo, eu não tinha esperança morando em São Paulo, como tudo era (ou é) complicado de conseguir algo, parece que as pessoas tentam tirar proveito financeiramente de você por qualquer coisa (dinheiro, dinheiro e dinheiro). Ah, outras coisinhas a mais, a falta de criar regras para sua vida e etc, algo que eu estava passando nessa época, exemplo, não dormir e dormir de dia, não comer e depois chutar o balde, etc. Tudo isso pode se transformar em depressão, que é algo sério e precisa de mudanças para curar essa doença que come nossa alma.

É ruim quando tu para de sonhar e entrar num círculo vicioso sem saída.

Para ver esse post, clique aqui.

maquinadecostura

Para finalizar, vamos falar do Zé Mané… minha maquina de costura!

Eu comprei porque eu podia tirar o “PIS” sabe? Foi o meu primeiro “PIS”, imagina um dinheiro extra só para você, claro que eu tinha que gastar com algo só meu.

Eu sou apaixonada pelo Zé, porém, ela serve mais para decoração e quem usa ela é meu marido, ele já fez uma bolsa de ferramentas, saquinhos para magnésio usado em escalada em rocha, barras de calças, roupa para Aimê e por aí vai…

Eu continuo apaixonada e achando que é uma linda peça de decoração.

Para não dizer que eu tentei costurar, eu brinquei bastante conforme esse post aqui (no antigo blog) e fiz duas almofadas love para antiga casa (já foram para o lixo por estarem velhas e usadas, sou assim, não serve, vai embora!) que vocês podem ler aqui.

Eu estou deixando o antigo blog aberto (porém, fora da busca do google, já que ele é arquivo), mas peço para não comentarem lá, comentem aqui, já que é nesse blog que eu vivo e convivo, lá é apenas uma caixinha de lembrança que eu gosto de olhar de vez enquanto.

Obrigada(o) você, por ler meu blog, em ser meu amigo ou apenas apenas por ser um curioso, é isso que me deixa feliz, saber que tu está por aqui.

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.