Arquivo da categoria: Pets Love!

Meu cachorro e o Bebê: processos de adaptação com a chegada de um novo membro na família!

Meu cachorro e o Bebê: processos de adaptação com a chegada de um novo membro na família!

Bem, todos aqui estão carecas de saber que temos uma cachorrinha que parece gente e que amamos demais!!

Ela é nossa companheira em tudo, sempre ao nosso lado e parte os nossos corações quando precisamos deixá-la sozinha em casa, mesmo que seja por meia hora.

Agora com a chegada do Otto, vocês me perguntam: como está sendo a preparação dela para se adaptar ao novo membro?

 

Meu cachorro e o Bebê: processos de adaptação com a chegada de um novo membro na família!

Meu cachorro e o Bebê: processos de adaptação com a chegada de um novo membro na família!

 

Todos os passos foram discutidos e planejados pelo casal, alguns ainda não colocamos em prática.

Logo, essa postagem terá uma parte dois: será que funcionou?

 

O nosso primeiro passo é deixar a Aimê ter contato com tudo que é do bebê!!

Exceto chupetas, mamadeiras e afins.

Ela já subiu no carrinho, faz festa com chegadas das roupinhas, vira e mexe dá uma cheiradinha nos pacotes de fraldas, entre outras coisas.

Esse contato é muito importante para deixá-los mais próximos, fazendo com que ela se senta parte desse momento da família.

Quando o bebê estiver na maternidade, o Papai Vip trará alguns paninhos usados do bebê para a Aimê acostumar com o seu cheirinho.

Ideal é colocar em coisas prazerosas, exemplo: na caminha, junto com os brinquedos, entre outros.

Esse exercício é importante para o cachorro relacionar o cheiro do bebê com coisas boas da vida.

 

Algumas dúvidas que já nos perguntaram:

 

Mas quem ficará com a Aimê quando vocês estiverem na maternidade?

 

 

Ela já esta bem acostumada com nosso grupo de amigos e vizinhos. Já combinamos com alguns desses para cuidar dela neste período.

Assim estará com pessoas que gostam dela e que nós sabemos que estará bem cuidada.

 

 

E na chegada do bebê em casa?

 

 

Isso já foi conversado aqui no cafofo: não estarei segurando o bebê quando chegar em casa, deixando ele com o papai; Assim, estarei disponível para Aimê fazer a sua festinha canina e matar as saudades da mamãe.

Quando ela se acalmar, vamos apresentar os dois “prazer, sou o Otto, seu irmão caçula e vou te amar muito”, sem aquela ansiedade/energia inicial que poderia machucá-lo.

No começo a atenção à ela será mais do Papai Vip, já que a minha atenção estará mais voltada para o pequeno. Mas claro, sempre que der, estaremos juntos, eu, Aimê e Otto.

De vez em quando, deixo o pequeno com o pai e saio com ela para dar uma voltinha no parque :)

 

 

O Otto começou a crescer, e agora?

 

 

Uma primeira coisa que preciso dizer: não somos especialistas em comportamento animal e nem adestradores. Por isso, sempre indicamos procure ajuda de um bom profissional, principalmente para os testes que cito abaixo!!

A adestradora fez alguns testes com a Aimê, para saber qual seria o comportamento dela quando uma criança puxasse o seu rabo, pêlo, orelhinha…

Retirou coisas de sua boca ou mexeu no seu potinho de comida, atitudes esperadas de um nenêm que convive com um animalzinho.

Resultado do teste: não rosnou, não atacou, simplesmente ficou incomodada e se afastou; Ponto positivo!

Isso nos dá a certeza que a convivência entre eles será pacífica.

Isso tudo é porque queremos que eles, Aimê e Otto sejam mais que amigos, sejam irmãos!

Incentivando a aproximação, sob a supervisão minha e/ou do Papai Vip.

Porém, terão que respeitar o espaço um do outro, que é bem importante.

Apesar dela ser muito dócil, não tenho coragem deixá-la totalmente livre, leve e solta nos primeiros contatos. Ela ainda é um cachorrinho e ele um bebê, um dos dois podem se machucar… vai saber, não é?

Também não vou deixar a Aimê dormir junto com o bebê!!!

É lindo o contato dos dois, mas e se ela deitar em cima do rosto dele e sufocá-lo?

Não vamos correr esse risco!!

Novamente, cada um no seu quadrado e quando o Otto tiver idade suficiente, quem sabe, os dois durmam abraçadinhos.

Por enquanto, acredito que seja isso, não tem muito segredo…

Essa convivência de um animalzinho com um bebê é enriquecedor,  podendo até ajudar a reduzir a incidência de alergias, melhoria na coordenação motora, interatividade social e respeito e carinho pelos animais.

 

 

Quando o Otto ficar maior?

 

 

Bem, ai o papo muda.

Ele passará a cuidar dela também, como por exemplo: dar comida, acompanhar nos passeios e quem sabe, não rola um banho bagunça entre os dois?

A Aimê poderá ter ciúmes no começo, mas é certo que aceitará o novo membro como o seu novo melhor amigo. Pois uma coisa que notamos, que ela gosta muito de crianças e é toda cuidadosa no contato; E vamos combinar, não existe amor maior entre uma criança por seu animal de estimação ♥

 

Se você gostou dessa postagem Meu cachorro e o Bebê: processos de adaptação com a chegada de um novo membro na família!, compartilhe nas suas mídias sociais e aos seus amigos.
Não esqueça, de seguir o blog Manga com Pimenta nas Mídias Sociais. :)

Não esqueça de participar da Comunidade do Manga com Pimenta do Google Plus. Clique aqui para participar! Vamos trocar receitas, dicas, postagens e prosear um pouco.

Também siga o meu perfil no Google Plus: +NanaRicchetti e no instagram @blogmangacompimenta confira as ultimas novidades por lá.

Receita de Biscoito Canino de Cenoura e Banana - Caseiro e Natural

Biscoito Canino de Cenoura e Banana

Esse Biscoito Canino serve até para você comer junto com o seu cachorrinho :)

É natural, gostoso, funcional e super saudável.

Você não tem um cãozinho, mas quer fazer?

Tudo bem, é um ótimo petisco para quem está fazendo reeducação alimentar.

Vamos cozinhar?

 

Receita de Biscoito Canino de Cenoura e Banana – Caseiro e Natural

Receita de Biscoito Canino de Cenoura e Banana - Caseiro e Natural

 

Receita base daqui.

 

Ingredientes

 

2 e 1/2 xícaras de chá de farinha de trigo integral
1/2 xícara de chá de farinha de milho – tipo polenta
1 cenoura média ralada
2 a 3 bananas descascadas e amassadas
1 ovo batido
1/3 xícara de chá de azeite ou óleo de girassol (milho, etc)
1 colher de sopa de açúcar mascavo – opcional, não coloquei.
1/2 xícara de água fria

 

 

Receita de Biscoito Canino de Cenoura e Banana - Caseiro e Natural

 

 

Modo de Preparo

 

Pré-aqueça o forno a 350 graus – temperatura alta.

Em uma tigela, misture os ingredientes secos: a farinha de milho, a farinha de trigo e o açúcar mascavo.

Bem, acho totalmente desnecessário colocar açúcar neste biscoito, mesmo sendo mascavo. Afinal o açúcar não é bom para os animais.

Até quem for fazer para comer na reeducação alimentar, o ideal é retirar o açúcar.  A própria banana se encarrega em dar um leve sabor adocicado na receita.

Porém, se o seu paladar pede algo mais doce, então adicione o açúcar mascavo e seja feliz :)

 

Voltando a receita:

 

Acrescente aos poucos a cenoura, as bananas, o ovo, o óleo e a água.

Misture bem até que a massa não grude mais na sua mão.

O ideal é que ela fique firme e homogênea.

Caso seja necessário, adicione mais farinha de trigo integral até atingir este ponto ou se ficou muito seca, adicione água aos poucos.

 

Abra a massa usando um rolo e corte-os usando um cortador de biscoito, de o formato que você desejar.

Leve-os para assar durante 30 minutos em temperatura média (sim, reduza da alta para média) e fique de olho para não queima-los. Caso seja necessário, diminua a temperatura do forno.

É bom vira-los quando chegar aos 15 minutos de cozimento, para dourar o outro lado também.

Depois de assados, apenas apague o forno e deixe os biscoitos lá dentro por mais 30 a 45 minutos até ficar crocante.

Este passo é muito importante para garantir que eles endureçam, caso contrário, permanecerão macios. Que não é um grande problema, mas para os pets sejam crocantes.

Retire do forno, quando estiverem bem sequinhos.

 

Uma dica muito importante:

 

 

Separe a massa crua em porções e congele.

Essa quantidade de ingrediente rende bastante biscoitos, portanto, por ser totalmente natural eles podem estragar depois de uma semana.

 

 

Receita de Biscoito Canino de Cenoura e Banana - Caseiro e Natural

Receita de Biscoito Canino de Cenoura e Banana - Caseiro e Natural

 

Opinião da Cliente Canina Vip: uhuuuuuuuuuuu!!!

Super aprovados :)

 

Se você gostou dessa Receita de de Biscoito Canino de Cenoura e Banana – Caseiro e Natural, compartilhe nas suas mídias sociais.
Não esqueça, de seguir o Manga com Pimenta nas Redes Sociais.
Se você fez essa receita, marque no instagram com a hashtag #blogmangacompimenta e também marque @blogmangacompimenta, vamos adorar saber o resultado :)

Não esqueça de participar da Comunidade do Manga com Pimenta do Google+.  Clique aqui ! Vamos trocar receitas, dicas, postagens e até prosear um pouco.

Também siga o meu perfil no Google: +NanaRicchetti e no Pinterest. Inscreva-se no Youtube – clique aqui, toda segunda-feira tem vídeo novo :)

Promovida a irmã mais velha e um novo Cliente Vip vem por aí

Promovida a irmã mais velha e um novo Cliente Vip vem por aí

Adivinha quem foi promovida a irmã mais velha?

Sim, nossa filha canina Aimê!!

E não, não é um irmão canino.

Logo logo ela terá que ajudar a cuidar de um irmão ou irmã aqui no nosso cafofo.

Aproveitamos para fazer essas fotos para divulgar a vocês essa grande novidade ♥

 

Aimê foi promovida a irmã mais velha e um novo(a) Cliente Vip vem por aí

Promovida a irmã mais velha e um novo Cliente Vip vem por aí

Promovida a irmã mais velha e um novo Cliente Vip vem por aí

Promovida a irmã mais velha e um novo Cliente Vip vem por aí

 

Vamos lá:

  • Estou grávida de 19 semanas e 4 dias, em resumo, o quinto mês;
  • No começo da gestação, tive diabete e esse vai ser um dos itens que vou escrever aqui no blog futuramente;
  • Ainda não sei o sexo do bebê e por favor, não me perguntem se eu prefiro menina, menino ou se vou ter isso ou aquilo;
  • Prometo que quando descobrir, eu conto para vocês;

Estamos super felizes!!!

Vamos ter vários assuntos para falar no Manga: os preparativos, alimentação, adaptação de um novo membro na família, entre outros assuntos.

Também já estamos preparando alguns especiais, logo logo vocês vão saber.

Agradecemos a todos pelas mensagens de felicitações, presentes e que estão acompanhando essa nova fase.

Mil beijos da Nana, Cliente Vip, Aimê e do bebê ♥

Se você gostou desse Post Promovida a irmã mais velha e um novo Cliente Vip vem por aí, compartilhe nas suas mídias sociais e aos seus amigos.
Não esqueça, de seguir o blog Manga com Pimenta nas Mídias Sociais.
Quem fez essa receita, marca no instagram com a hashtag #blogmangacompimenta e me marcar @blogmangacompimenta, que vou adorar saber do resultado :)

Não esqueça de participar da Comunidade do Manga com Pimenta do Google Plus. Clique aqui para participar! Vamos trocar receitas, dicas, postagens e prosear um pouco.

Também siga o meu perfil no Google Plus: +NanaRicchetti, no instagram @nanaricchetti e confira as ultimas novidades por lá.

Receita de Geleia de Manga - para servir no café da manhã ou lanche da tarde.

Faça a sua própria Geleia de Manga {Receitas do Bem}

Quer aprender a fazer a sua própria Geleia de Manga em casa?

Mas antes, senta aí que lá vem história:

Estava eu, toda feliz e marota fazendo a feira da semana, quando aconteceu aquela paixão a primeira vista: a manga olhou para mim, eu olhei para ela e falei “Deus, que fruta mais linda”!

Eu precisava comprar!!!

A feirante informou que ela era orgânica (ponto positivo) e realmente, estava mais que apaixonada e posso dizer: a fruta estava docinha, docinha.

Lembrei da mamãe, que é louca por manga. A receita de hoje é para ti, meu grande amor {mamãe}  :*

 

Receita de Geleia de Manga - para servir no café da manhã ou lanche da tarde.

Receita de Geleia de Manga - para servir no café da manhã ou lanche da tarde.

Receita de Geleia de Manga - para servir no café da manhã ou lanche da tarde.

 

Oi?!

Como assim? Um cão chupando Manga?

Ai gente, eu não poderia deixar a piada de lado, precisava fotografar a Aimê comendo sua primeira Manga kkkk

Infelizmente ela não gostou muito, mas a minha cachorrinha ficou linda chupando a sua primeira manguinha.

Quem quiser, pule o texto abaixo para pegar a receita da Geleia de Manga… sabe como é, senta que lá vem história!

“Naninha, cão pode comer manga?”

Simmmm, vamos lá:

“A Manga pode ser uma fruta saudável para seu cão. Mangas são frutas doces e suculentas e em geral seu paladar agrada bastante muitos cachorros, mas deve ser oferecida sem casca e sem caroço.

Possui Carotenoides que fortalecem o sistema imunológico, Sais Minerais, fibras e Vitaminas, previne o envelhecimento precoce e diminui o risco de doenças degenerativas.

A Manga é uma rica fonte de Carboidratos e Fibras Alimentares, Antioxidantes e Vitaminas, tais como Vitamina A, Vitamina B, Vitamina C, Vitamina E e Vitamina K.

A Manga também é uma boa fonte de vários minerais como Cálcio, Zinco, Potássio, Ferro e Magnésio.

A Manga pode ser um forte aliado na prevenção do câncer de nossos pets e por ser uma excelente fonte em antioxidantes como Quercetina,Isoquercitrina, Astragalin, Fisetina, Ácido Gálico e Methylgallat, seu consumo regular inibe a oxidação das células no corpo. A Vitamina A e Flavonóides, Beta-Caroteno, Alfa-Caroteno, Beta-Criptoxantina auxiliam na prevenção do câncer de pulmão.

Os antioxidantes previnem contra a ação dos radicais livres prejudiciais ao organismo. A Manga é uma rica fonte de pectina, que inibe a ação de uma proteína chamada Galectina 9, responsável por provocar o crescimento de células cancerígenas.

Outros benefícios da Manga para os cães é que se trata de um alimento alcalino e pode ser uma boa fonte de alimento para animais com problemas estomacais como gastrite.

A Vitamina B6 é ​​encontrada em abundância na Manga que ajuda a melhorar a função cerebral. A fruta ainda ajuda na manutenção do sistema nervoso, aliviando o estresse.

A Vitamina B 6 é conhecida como o construtor de energia e ajuda na construção da comunicação entre células nervosas.

A Manga também pode ser uma rica fonte de ferro e pode prevenir contra a anemia ou ser utilizada como coadjuvante no tratamento de cães subnutridos.

A Manga é uma fruta que auxilia na produção das células vermelhas do sangue, ajuda a aumentar a imunidade, por ser rica em antioxidantes e minerais que protegem o organismo contra doenças.

A Manga também é uma fruta benéfica para a saúde os olhos.” – Informações daqui.

Então, não faça igual a mim!

Apesar da Aimê estar lambendo uma parte carnuda da fruta que ficou no caroço, eu estava segurando e monitorando essa “aproximação” da minha filha com a fruta.

Outra coisa, a Aimê tem o hábito de lamber e morder tudo delicadamente, principalmente frutas ou alimentos que ela não conhece. Então eu estava bem tranquila dela não morder forte e machucar os seus dentinhos. Só que ela logo desistiu da fruta…

“Naninha, e os benefícios para os humanos?”

Não tem muita diferença do texto acima, mas vamos lá:

A Manga fornece cerca de 60 calorias por 100 gramas do seu consumo. Ela contém uma série de nutrientes como carboidratos, fibras, Antioxidantes e vitaminas, tais como Vitamina A, vitamina B, Vitamina C, Vitamina E e Vitamina K. A Manga também é uma boa fonte de vários minerais como Cálcio, Zinco, Potássio, Ferro, Magnésio e Potássio.

A Manga é uma excelente fonte de antioxidantes, Estes antioxidantes são a quercetina, isoquercitrina, astragalin, fisetina, ácido gálico e methylgallat. além da Vitamina A e flavonóides, beta-caroteno, alfa-caroteno, beta e-criptoxantina também estão presente na Manga que mostrou-se ser eficaz na prevenção do câncer de pulmão e da boca.

Além disso, Os antioxidantes ajudam na proteção contra os radicais livres prejudiciais e suprimir o processo de oxidação.

A Manga é uma rica fonte de fibra dietética e contém pectina, que restringe a ação de uma proteína chamada galectina 9, conhecido por provocar o crescimento de células de câncer. Portanto, ela ajuda na redução do aparecimento de câncer de cólon.

Benefícios da Manga Para Colesterol: A Manga é rico em fibras, elas ajuda na redução do colesterol ruim no sangue.

Ela também ajuda a restringir as atividades de um hormônio chamado de leptina, que produz células de gordura.

A Vitamina C é uma pectina que também auxilia na redução do colesterol LDL no corpo. A Vitamina B6 presente na Manga ajuda a controla os níveis de homocystiene.

Benefícios da Manga para Diabetes: A Manga é bastante benéfica na regulação do nível de açúcar no sangue. Pois, a Mangiferina é um antioxidante presente na Manga, o que reduz a absorção de glicose no corpo e restringe enzimas que aumenta a digestão de hidratos de carbono.

Além disso, os Polifenóis mostraram ser eficaz na redução dos nível de açúcar no corpo. A Manga tem também um baixo índice glicêmico e, portanto, podem ser consumido sem interromper o nível de açúcar.

Manga é Bom Perda de Peso: A Manga é uma fruta de baixa caloria. Ela é uma excelente fonte de nutrientes de forma concentrada.

Pois, ela Pode ser uma boa e saudável substituto para qualquer lanche da tarde. A Manga com seu Alto teor de fibras ajuda na digestão,

Além disso, A Manga não contém qualquer traço de sódio e de gordura. portanto, o consumo da Manga irá lhe deixa saciado por um longo tempo. “- Informação daqui.

Vamos a receita da Geleia de Manga?

 

Receita de Geleia de Manga – para servir no café da manhã ou lanche da tarde.

Receita de Geleia de Manga - para servir no café da manhã ou lanche da tarde.

 

Geleia de Manga

Preparo5 mins
Cozimento10 mins
Tempo Total15 mins
Prato: Doce
Cozinha: Geleia para o café da manhã
Autor: Manga com Pimenta

Ingredientes

  • 1 manga grande - mais ou menos 500 gramas
  • 4 colheres de sopa de açúcar - pode usar demerara ou mascavo
  • Suco de 1 limão

Modo de Preparo

  • Descasque as mangas, pique e bata a polpa da fruta no liqüidificador.
  • Em uma panela, coloque o açúcar (eu não quis colocar muito, mas você pode colocar mais caso goste de uma geléia doce), a polpa de fruta batida e o suco de limão.
  • Levar ao fogo mexendo sempre até começar a soltar da panela (consistência bem cremosa).
  • Espere esfriar, guarde em um pote com tampa e leve para geladeira.

Receita de Geleia de Manga - para servir no café da manhã ou lanche da tarde.

 

Ps.1: “Posso usar Mel?” Não sei, neste caso é arriscar na cozinha e ver se fica legal. Por favor, volte para falar se ficou, ok?!

Ps.2: Assim, não é algo “ohhh que saudável, vou emagrecer”, mas eu acho válido você preparar a sua própria Geleia de Manga e comer uma ou duas colheres de chá em uma torradinha integral ou pedacinho de queijo branco no final da tarde, naquele momento que dá aquela vontade de comer um docinho.

Ps.3: os textos informativos estão em itálicos e com links dos sites que foram retirados. Para quem ficou interessado sobre o assunto, clique nos links para ler mais e conhecer um pouco mais sobre esse alimento.

Atenção: se você está com algum problema de saúde, procure um médico e uma nutricionista, para tratar e ter uma dieta personalizada. Aqui eu dou apenas dicas para você melhorar a sua alimentação, conforme as dicas da minha nutricionista.

 

Se você gostou dessa Receita de Geleia de Manga, compartilhe nas suas mídias sociais e aos seus amigos.
Não esqueça, de seguir o blog Manga com Pimenta nas Mídias Sociais.
Quem fez essa receita, marca no instagram com a hashtag #blogmangacompimenta e me marcar @blogmangacompimenta, que vou adorar saber do resultado :)

Não esqueça de participar da Comunidade do Manga com Pimenta do Google Plus. Clique aqui para participar! Vamos trocar receitas, dicas, postagens e prosear um pouco.

Também siga o meu perfil no Google Plus: +NanaRicchetti e confira as ultimas novidades por lá.

 

Receita de Geleia de Manga - para servir no café da manhã ou lanche da tarde.

 

Geleia de Manga - Faça em casa!

 

Os Cuidados que você precisa ter com seu cãozinho no inverno

Ok, não sou especialista, mas como mãe de uma cachorrinha muito linda, sei de alguns cuidados que precisamos ter com a chegada do inverno.

Vamos a lista de cuidados?

 

memeinv

 

1- Tosas Completas e Higiênicas

Nós não tosamos mais a pequena  entre abril e outubro. Assim, quando chegar os dias mais gelados, ela estará bem peludinha para enfrentar o frio.

Apenas pedimos para fazer a tosa higiênica quando necessário, já que damos banho nela em casa e ela não frequenta muito o pet shop.

 

2- Banhos

Já que comentei do banho, no calor, ela toma banho toda semana e no inverno, os banhos são dados a cada 15 dias.

Mesmo assim, se o dia estiver muito, mas muito frio, ela escapa do banho e só vai tomar quando o sol aparecer e as temperaturas aumentarem um pouco.

Quando der banho em seu bichinho, use água morna e seque-o bem com um secador e toalha.

Não deixe que ele saia na rua, no mínimo por 30 minutos após o banho.

Isso também vale para cães que tomam banho em pet shop, pois o secador é quente e poderá haver um choque de temperatura se ele sair no frio.

 

3- Roupas são realmente necessário?

Quando morávamos em São Paulo, ela só tinha uma roupinha que ganhou da bisavó. Mesmo assim, só usava quando ia passear em dias muito frios.

Aqui em Porto Alegre, ela já ganhou duas roupinhas: uma para dormir, já que a temperatura pode chegar a zero graus. Outra de lã que eu fiz (clique aqui para ver) para andar na rua.

A roupinha de dormir, foi o marido que fez, vou ver se fotografo para vocês, mas não temos modelos de corte, nada. Foi feito na criatividade mesmo. Normalmente colocamos quando ela começa a procurar cobertores (ou as nossas blusas) e se enfiar embaixo deles.

A roupinha que eu fiz e a outra que trouxemos de São Paulo, por serem mais quentes, usamos para passeios em dias bem frios.

Lembrando, a Aimê não tem pelo curtinho então as roupas podem até fazer mal para ela. Usamos com moderação, para ela não passar do “morrendo de frio” para o “morrendo de calor” em minutos.

 

4- Como eu sei que meu cachorro está com frio?

Confere as patinhas e as orelhas. Se elas tiverem geladas e ele estiver aninhado, encolhido, é porque o cão está com frio.

Outro sinal é o cão tremer, principalmente quando ele não está em situações de stress ou ansiedade.

 

5- Sapatos

A Aimê não tem sapatinhos, mas quando percebemos chão quente ou frio demais, levamos ela no colo às vezes nos passeios.

Quero ver se consigo fazer sapatinhos para ela passear em dias bem frios aqui em Porto Alegre, se sim, prometo colocar aqui no blog.

Para quem mora em lugares bem frios ou que até neva, sapatos protegem as patas do cão então é importante ter, viu?! Evitam de queimaduras causadas pelo frio e sal jogado nas ruas para ajudar com a neve.

 

6- Abrigo

Se o seu cão mora com você dentro do apartamento ou casa, ok, ele já tem um abrigo.

Agora, se o seu cão mora no quintal, tenha uma casinha quentinha, confortável e seca, para abrigá-lo nos dias frios e chuvosos.

Em ambos os casos, é bom ter um cobertor para eles se ajeitarem e ficarem quentinhos.

Por favor, lave os cobertores sempre que possível. Eu normalmente lavo os cobertores da Aimê a cada 15 dias.

 

7- Passeios

Leve seu cão para passear na rua nos horários mais quentes do dia das 11:00 as 15:00hs, mas cuidado com o chão quente.

Caso não possa, tente levar em horários com temperaturas não muito baixas.

Nos dias mais frios, normalmente passeamos com a Aimê e paramos um pouco no sol para ela se esquentar e ver o movimento da rua, que ela adora.

Deixe também as persianas / cortinas abertas, assim o sol poderá entrar e o seu bichinho tomar aquele belo banho de sol.

 

8- Saúde

Qualquer sinal diferente no seu cão, exemplo uma tosse, ou focinho muito úmido, procure um médico veterinário.

Lembre-se, vacine o seu cão todos os anos, assim, ele estará protegido das doenças e poderá passar o inverno bem e curtindo o calor humano dos seus donos.

Templo Budista em Três Coroas – RS

trescoroas-templobudismo5

trescoroas-templobudismo6

trescoroas-templobudismo10

trescoroas-templobudismo8

Templo Budista em Três Coroas – RS

Para quem vem visitar a Serra Gaúcha e alugou um carro (ou está com alguém com carro), não pode deixar de fora do seu roteiro o Templo Budista Khadro Ling que fica em Três Coroas. A cidade já é um ponto turístico bem fofo, sabe aquele lugar de interior para chamar de seu?

Ela é pequena, acolhedora e dá vontade de parar  na praça central para tomar um chimarrão. Mas a nossa missão não era a cidade e sim conhecer o que estava na montanha, o Templo Budista!

Depois de subirmos uma estrada de terra (ou pedra?!), chegamos no meio do nada com um portão bem simples, aonde tu precisa desligar o motor, informar quantas pessoas tem no carro e entrar. É proibido fumar e beber bedidas alcoólicas no lugar.

Templo Budista em Três Coroas - RS

Templo Budista em Três Coroas - RS

Antes de ir, recomendo que pesquisem no google sobre a vida de Buda e do Budismo Tibetano. O monumento de Buda representa a sua história e trajetória de vida. Vocês vão olhar e achar lindo as imagens, ao mesmo tempo, vão encontrar muitas informações. Mas se ler sobre a vida dele, logo entenderá que cada imagem tem um significado e eu acho que é a forma mais bonita de contar uma história.

Na verdade, esse monumento (estátua) é a coisa mais linda que eu já vi na vida!

Nem preciso dizer que virou papel de parede no meu computador  ♥

Templo Budista em Três Coroas - RS

Templo Budista em Três Coroas - RS

São vários templos, cada um com a sua importância e eu fiquei com muito desejo de fazer um retiro. Ainda sou crua no Budismo (apesar de seguir a 3 anos), não sou a pessoa ideal para explicar o significado de cada uma e etc. Mas só de tu estar lá, é algo mágico e já dá uma vontade enorme de “pedir licença”, cruzar as pernas e meditar.
Na foto acima a “Terra Pura de Padmasambhava” com a réplica da morada simbólica desse mestre que levou o budismo da India para o Tibete.

trescoroas-templobudismo12

trescoroas-templobudismo3

Em todos os lugares, você encontrará bandeiras de orações.

Não são simples orações e sim, são mantras que são levados pelo vento, sendo compartilhados para qualquer pessoa, não importando a crença, etnia, necessidade ou classe social.

Isso que eu acho mais bonito, porque todos tem costume de orar para si ou para alguém próximo. Raramente pensamos em orar para um desconhecido, alguém que nunca vimos ou que nunca vamos encontrar.

Uma oração faz bem, independente quem vai recebê-la.

O blog tem dessas coisas, nunca sabemos quem está aqui lendo, então desejo que os ventos levem essas orações até a sua casa ou para as pessoas que nunca leram e nem vão entrar aqui no blog; Mesmo eu não sabendo quem são vocês ou o que fazem.

Templo Budista em Três Coroas - RS

A flor de lótus é a flor que eu mais gosto, sério, antes até de dar os primeiros passos no Budismo.

Segue uma pequena explicação:

“No simbolismo budista, o significado mais importante da flor de lótus é pureza do corpo e da mente. A água lodosa que acolhe a planta é associada ao apego e aos desejos carnais, e a flor imaculada que desabrocha sobre a água em busca de luz é a promessa de pureza e elevação espiritual.

É simbolicamente associada à figura de Buda e aos seus ensinamentos e, por isso, são flores sagradas para os povos do oriente. Diz a lenda que quando o menino Buda deu os primeiros passos, em todos os lugares que pisou, flores de lótus desabrocharam.”

Muitos já escutaram o mantra “Om mani padme hum”, que em uma tradução não literal,  seria algo com da lama nasce a flor de lótus, mas o mais comum é Louvor para a Joia da Lotus.

Quando eu medito, sempre acompanho esse mantra que é algo que não se explica (só quem pratica, vai me entender), mas vocês podem conhecer o poder de cada palavra:

– Om fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos deuses. O sofrimento do reino dos deuses surge da previsão da própria queda do reino dos deuses (isto é, de morrerem e renascerem em reinos inferiores). Este sofrimento vem do orgulho.

 – Ma fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos deuses guerreiros (sânsc. asuras). O sofrimento dos asuras é a briga constante. Este sofrimento vem da inveja.

– Ni fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino humano. O sofrimento dos humanos é o nascimento, a doença, a velhice e a morte. Este sofrimento vem do desejo.

– Pad fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino animal. O sofrimento dos animais é o da estupidez, da rapina de um sobre o outro, de ser morto pelos homens para obterem carne, peles, etc; e de ser morto pelas feras por dever. Este sofrimento vem da ignorância.

– Me fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos fantasmas famintos (sânsc. pretas). O sofrimento dos fantasmas famintos é o da fome e o da sede. Este sofrimento vem da ganância.

– Hum fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino do inferno. O sofrimento dos infernos é o calor e o frio. Este sofrimento vem da raiva ou do ódio.

Ja o 14° Dalai Lama, Tenzin Gyatso fala sobre esse mantra:

Om simboliza o corpo impuro do praticante, a fala e a mente; Ele também simboliza o corpo puro exaltado, fala e mente de um Buda

Mani, que significa jóia, simboliza os fatores do método:. (A) intenção altruísta de se tornar iluminado, compaixão e amor.”

As duas sílabas, Pad Me, o que significa lótus, simbolizam a sabedoria.” “O caminho é indicado por essas quatro sílabas.”

A pureza deve ser conseguida por uma unidade indivisível de método e sabedoria, simbolizada pela sílaba Hum final, o que indica indivisibilidade

Assim, a seis sílabas, Om Mani Padme Hum, significa que, na dependência na prática de um caminho que é uma união indivisível de método e sabedoria, você pode transformar seu corpo impuro, fala e mente, para o puro exaltado corpo, fala e mente de um Buda.

trescoroas-templobudismo9

E para finalizar, cachorros são bem-vindos :)

Eles não podem entrar dentro dos principais templos, mas podem te acompanhar até um certo ponto para você conhecer o templo por dentro.

Se você está a toa e quer levar seu amigo ou filho cão, pode.

Vale dizer que todos os animais são bem-vindos e precisam ser respeitados, é normal você encontrar vários pássaros, formigas (por favor, não pisem nas formigas) e insetos; Também vi um lagarto grande, se escondendo nas pedras, mais ninguém do grupo viu, além da Aimê; Sabe, me senti especial, porque ele estava no seu local e decidiu mostrar a carinha para mim e a minha filha canina.

Outro aviso: todos os seres vivos merecem respeito (menos as baratas, na minha opinião ok?!… oi?! Que Budista eu sou hahahaha quem sabe, um dia eu posso amá-las. Ok, parei, papo de louco), por isso, você encontrará vários avisos pedindo para não pisar nas formigas.

Mesmo você não seguindo os ensinamentos de Buda, você poderá conhecer o lugar, é aberto para o público em geral.

Você pode se apaixonar pelo lugar, pela paisagem, pelas imagens, pela arquitetura ou por tudo, porque o lugar é lindo e já vale a viagem.

Outra informação é que a entrada é gratuita, você só vai gastar mesmo com a gasolina para chegar até o local.

Para maiores informações, entrem no site Chagdud Gonpa Khadro Ling. Vocês podem conferir os dias e horários de visita, conhecer mais sobre o Budismo, podem ver quais serão os próximos retiros e aulas sobre o budismo.

Se você gostou dessa postagem Templo Budista em Três Coroas – RS, compartilhe nas suas mídias sociais e aos seus amigos.
Não esqueça, de seguir o blog Manga com Pimenta nas Mídias Sociais. :)

Não esqueça de participar da Comunidade do Manga com Pimenta do Google Plus. Clique aqui para participar! Vamos trocar receitas, dicas, postagens e prosear um pouco.

Também siga o meu perfil no Google Plus: +NanaRicchetti e no instagram @blogmangacompimenta confira as ultimas novidades por lá.

Diário de Viagem: Tramandaí – Litoral do Rio Grande do Sul

Tramandaí

tramandai10

tramandai12

tramandai8

tramandai7

Tramandaí

tramandai1

tramandai9

tramandai4

Tramandaí

tramandai5

tramandai3

Saímos sábado de manhã para ir conhecer o litoral do Rio Grande do Sul e o destino foi a cidade de Tramandaí, aproveitando o convite e a carona do amigo do Cliente Vip. (Obrigado, Maurício !)

Fomos para passar o dia lá e voltar no final da tarde para Porto Alegre, nada demais, apenas para conhecer e ter um dia bacana, apesar da chuva que caiu nos dias anteriores.

O caminho é lindo, a estrada é ótima, ao lado você pode ver as plantações de arroz e quase chegando na praia, tinha uma fazenda de ventos (parque eólico) que deixou uma paulistana de queixo caído. Temos costume de ver fotos que os outros postam em outros lugares do mundo, não tinha idéia de como era e achei o máximo (vocês podem ver aqui no meu Instagram).

Tramandaí é uma cidade turística local, quem normalmente anda por lá é o povo que mora aqui no Rio Grande do Sul. Suas praias lembram muito Praia Grande, Itanhaém ou Mongaguá, antes da construção das orlas com ciclovias, quiosques e paisagismo.

Uma das coisas que me fez lembrar do passado, foi ver os carros na areia das praias, coisa que você não vê mais nas praias paulistas (que não faz bem nem para o carro e nem para a praia. Mas ali não tem lugar para parar o carro… eu acho, enfim, não quero entrar em detalhes também, até por que eu não sei do por que é assim).

O tempo estava nublado, porém não choveu depois das 10 da manhã, estava ventando muito e quem arriscava ficar na água eram apenas os surfistas.

Foi a primeira vez que levei a Aimê para a praia. Acredito que ela ficou perdida com tantas informações e quando coloquei as patinhas traseiras na água, ela ficou “nadando” nos meus braços. Os meninos riram com a cena, mas eu fico imaginando o que passava na cabeça dela “é muitaaaa água mãe, não quero tomar banhooooo aí nãoooo”. Ah, a Aimê não gosta de banho, apesar de se comportar quando toma banho. Mas para levá-la ao banheiro, ela te dá um baile “pegaaa essa cachorra gente”.

Não deixei a Aimê andar na areia, sempre no meu colo. Apesar da Aimê ser super bem tratada e cuidada, não vou arriscar e porque eu sei que não é certo. Mas vi muitos cachorros passeando na praia, sem problema nenhum.

Encontramos seis yorkies andando livre e soltos pela areia, vasculhando, procurando algo novo e seu dono no telefone, nem um pouco preocupado com os cachorros. Eu tenho um medo danado de cachorros que andam sem coleira, por mais que sejam treinados, são cães e se virem algo que aticem, eles vão correr, atacar, ser atacados, se machucar ou sei lá, abanar o rabo?

Depois fomos no encontro do Rio Tramandaí com o oceano, mas pelo lado de Imbé, cidade vizinha, aonde tinham muitos pescadores. Lá  vimos alguns golfinhos nadando e tentando garantir o seu jantar, algum peixinho que nadava por lá…

Ver um golfinho livre na natureza, é tão lindo gente, me emocionei, pena que ele aparecia e sumia tão rápido que não conseguimos fotografar.

Todas as formas de pescar você poderia ver naquele lugar, muitos não conseguiam pegar um peixinho, só na paciência de jogar a tarrafa ou a isca usando vara, até aparecer um peixe que provavelmente ia para panela de alguém. Consegui ver dois pescadores pegando um peixe, no tempo que ficamos por lá.

Ao lado, vários restaurantes de frutos do mar e o que achei mais interessante, que lá eles fazem rodízio de peixes. Mas optamos por um “xis” mesmo,  vou postar quarta-feira para vocês conhecerem esse sanduba daqui.

Também tinham muitas mulheres pescando, algo que para mim era inédito. Tu ama sabe, vendo as mulheres sérias com suas varas e esperando o peixe aparecer.

A cidade é pequena, para quem está acostumado com tudo grande e cheio de pessoas de São Paulo, se apaixona por um lugar assim, pacato sabe?

Ela é nativa, podemos dizer, alguns lugares você via dunas de areias, lembrando do nordeste, outros você parecia que estava em alguma praia paulista nos anos oitenta. Ao mesmo tempo que é nativo, você via os navios gigantes esperando para entrar no porto, os carros parados na areia e o lixo que a água devolvia para a terra.

Enfim, um dia normal na praia :)

Eu gosto de passeios assim, gosto de ver a cidade do jeito que ela é, não para turista ver e gastar, mas o seu dia a dia, sem frescura, mostrando a sua verdade e beleza.

Espero voltar logo para Tramandaí, mas não para ficar tomando banho de sol, sendo assada na frente e atrás, mas para sentir a brisa do mar, olhar os pescadores curtindo o tempo, andar na praia e ser feliz.

Se você gostou dessa postagem Diário de Viagem: Tramandaí – Litoral do Rio Grande do Sul, compartilhe nas suas mídias sociais e aos seus amigos.
Não esqueça, de seguir o blog Manga com Pimenta nas Mídias Sociais. :)

Não esqueça de participar da Comunidade do Manga com Pimenta do Google Plus. Clique aqui para participar! Vamos trocar receitas, dicas, postagens e prosear um pouco.

Também siga o meu perfil no Google Plus: +NanaRicchetti e no instagram @blogmangacompimenta confira as ultimas novidades por lá.

Cozinhando com o Cachorro…

Ahhh gente, o Francis é um amor de poodle e é ele que narra os vídeos desse canal no youtube. A sua dona, uma japonesa fofa (muito fofa) prepara os pratos de dar água na boca quando o “cachorro” explica a receita.

Ok, ele não narra, deve ser o marido, filho ou neto dessa senhora (fofa, eu já falei né?), porém, a grande estrela é o cachorro, que fica quietinho acompanhando que sua dona anda fazendo na cozinha.

A maioria das receitas são orientais e dá para entender o que ocorre e como deve ser feito, se eu consigo, tu também consegue. Olha, só não fiz, porque algumas coisas é complicado de achar por aqui (ai que saudades da Liberdade), mas muitos dos pratos preparados, me dão uma fome imensa.

Quando eu cozinho, a Aimê não fica no alto (é claro), normalmente ela senta ao meu lado ou fica deitada na porta, acompanhando todos os passos, movimentos e barulhos da panela. Ela também não implora por comida/petisco, espera eu dar algo que ela possa comer (ex.: pedaços de cenouras, ama de paixão) e não é chata, não fica pedindo “me dá outro, me dá outro pedacinho vai” quando termina de comer a sua cenoura ou pedaço de uma fruta, apenas senta ao meu lado esperando seu recompensa de boa garota.

Acho isso um máximo e eu sempre falo: pelo foco dela em cada preparo de um prato, quando ela retornar para sua próxima vida e for humana, será uma grande chefe de cozinha (deixa eu sonhar, vai).

Para quem gostou desse vídeo, pode assistir mais clicando aqui.