Achei genial essa publicidade/ação de um mercado francês.

Isso mostra como nós somos bobos e ignoramos muitas coisas só porque não tem uma boa aparência, sendo que está perfeito para uso!

Mas se formos pensar, isso acontece no Brasil… mas não, não com preços baratinhos!!

Quantas vezes eu comprei legumes ruins por falta de opção e pagando muito caro por isso. Pior, nem entra nessa categoria dos inglóriosos, entra na categoria está passando da validade mesmo.

É complicado viu.

Essa receita é para dar uma variada e quando o estoque de comida está quase acabando, sabe aquela história de final de feira? ou de mercado?
Ela foi feita com base na receita que já publiquei aqui e pelo que eu já li, não tem muita diferença com outras que estão na internet.

Casquinha de Frango

casquinhadefrango

2 pãezinhos francês em fatias

1 1/2 xícara de chá de leite

1 cebola pequena picadinha

2 dentes de alho amassados

2 colheres de sopa de óleo

2 tomates sem sementes picados

Peito de Frango cozido e desfiado (você pode usar resto de frango assado ou o que sobrou de algum prato de frango que dê para desfiar)

sal e Molho de Pimenta a gosto

2 colheres de sopa de farinha de rosca (usei pão que estava duro, só ralar)

2 colheres de sopa de Queijo Parmesão Ralado para a massa e 2 colheres de queijo ralado para polvilhar (usei o queijo ralado de saquinho normal,o parmesão ralado na hora não daria um sabor especial)

Deixe os pães de molho no leite por 5 minutos. Em uma frigideira grande, doure a cebola e o alho no óleo, junte o frango, os pães, sal e pimenta, mexa durante uns 3 minutos. Adicione os tomates e continue mexendo, durante 2 minutos, desligue o fogo, adicione um pouco de queijo ralado e reserve.

Como não tenho as famosas casquinhas, utilizei uma forma de vidro, untei com manteiga e farinha, adicionei o recheio que estava na frigideira e polvilhei com farinha de rosca misturado com queijo parmesão ralado. Leve ao forno em temperatura média durante 20 minutos ou até dourar.

{Fotos Dicas Gramado} Confesso que ainda não fui para Gramado, mas falta de convite não tive, o meu maior problema é a Aimê, não tem como deixa-la sozinha e o segundo maior problema é a falta de carro… como vou levar um cão até Gramado? Mas eu tenho um sonho grande de conhecer e agora em Dezembro, a cidade se transforma nos lugares mais desejados pelos turistas. […]

Aldeia-do-Papai-Noel-2 Aldeia-do-Papai-Noel-1 MG_0199 Aldeia-do-Papai-Noel-41
{Fotos Dicas Gramado}

Confesso que ainda não fui para Gramado, mas falta de convite não tive, o meu maior problema é a Aimê, não tem como deixa-la sozinha e o segundo maior problema é a falta de carro… como vou levar um cão até Gramado?

Mas eu tenho um sonho grande de conhecer e agora em Dezembro, a cidade se transforma nos lugares mais desejados pelos turistas. A Aldeia do Papai Noel é de deixar qualquer criança maluca, além das apresentações do Natal Luz. A Flávia fala tim tim por tim tim de como você aproveitar esse ponto turístico tão fofo.

Se você gostou da idéia ou está querendo vir aqui para o Sul, tem que ler de cabo a rabo o blog Dicas Gramado, lá tem todas as informações, dicas de passeios e lugares que são bem bacanas de visitar.

Quem pensa em hospedagem, dá para reservar o hotel no site também :)

Qualquer dúvida, a Flávia vai ter o maior prazer de responder para vocês, ela é uma simpatia de pessoa!

dicasdegramado

Ah, também quero falar que a identidade, layout e programação do site foi feito por nós :)

Se você gostou do nosso trabalho, só mandar um e-mail para contato@bdmp.com.br

Aqui é Aipim, em São Paulo é Mandioca e no Nordeste e Norte é Macaxeira… vai saber outros nomes que existem por aí. Independente do nome, é uma raiz que eu amo demais, só estou evitando faze-la frita porque eu já estou obesa e evito por pura consciência. Assim, o prato não deve ser algo super light, mas só de não incluir as calorias do óleo, está […]

Aqui é Aipim, em São Paulo é Mandioca e no Nordeste e Norte é Macaxeira… vai saber outros nomes que existem por aí.

Independente do nome, é uma raiz que eu amo demais, só estou evitando faze-la frita porque eu já estou obesa e evito por pura consciência. Assim, o prato não deve ser algo super light, mas só de não incluir as calorias do óleo, está valendo para minha cabeça.

Nhoque de Mandioca, ou Aipim e/ou Macaxeira

nhoquedemandioca

1 kg de mandioca cozida com água e sal
2 unidades de gema de ovo
2 colheres de sopa de manteiga
Farinha de Trigo
quanto baste de molho (aí você faz um molho de sua preferência, aqui foi de carne moída com molho vermelho)
quanto baste de queijo ralado

Passe a mandioca cozida ainda quente pelo espremedor de batata e espere esfriar.
Acrescente a gema de ovo e a manteiga, aos poucos adicione a farinha de trigo. Dependendo do ponto de cozimento do aipim não há necessidade de toda a farinha de trigo. A massa vai ficar uma mistura de pouco mole, mas que solta da mão.

Coloque para fever água, um fio de óleo e sal.

Em uma bancada ou mesa (ou na pia, no meu caso), espalhe farilha de trigo, pegue um pedaço da massa e enrole-a em forma de tiras, depois faça os cortes quadradinhos.

Coloque os nhoques para cozinhar na água e retire-os quando a massa subir.

Depois é só adicionar o molho e encher de queijo ralado em cima.

Ps.: fiz graça e coloquei duas cebolinhas para enfeitar o prato, que ficou parecendo duas anteninhas… mas é apenas cebolinhas e não um bicho qualquer louco por nhoque de mandioca.

Você quer a receita de Nhoque de Batata?

Clique aqui.

{Foto Project Greenify} Fofo, não acham? Acredito que uma criança pequena ia amar ficar dentro dessa casinha. Idéia daqui.

tumblr_maarc2Grv61rotz6ao1_1280
{Foto Project Greenify}

Fofo, não acham?

Acredito que uma criança pequena ia amar ficar dentro dessa casinha.

Idéia daqui.

O amor que todos sente pelas princesas da Disney é muito grande, mas eu ri com esse vídeo :)

O amor que todos sente pelas princesas da Disney é muito grande, mas eu ri com esse vídeo :)

Mais uma receitinha ilustrada aqui no blog :) Ah, na outra vez o pessoal reclamou que as outras receitas eu não tinha feito aqui no blog, então, segue o link dessa receita que já postei aqui. Quem tiver interesse no meu trabalho, é só entrar em contato no e-mail contato@bdmp.com.br e falar com o Cliente Vip.

Print

Mais uma receitinha ilustrada aqui no blog :)
Ah, na outra vez o pessoal reclamou que as outras receitas eu não tinha feito aqui no blog, então, segue o link dessa receita que já postei aqui.

Quem tiver interesse no meu trabalho, é só entrar em contato no e-mail contato@bdmp.com.br e falar com o Cliente Vip.

{Fotos Planet Decor France} Apesar de gostar de velharia, o meu estilo é bem mais minimalismo do que você possa imaginar. Primeiro, eu odeio muito objeto ou tranqueiras espalhadas pela casa. Acredito que seja por estar ocupando um espaço que possa ser útil, mas também é pelo fato de limpar. Eu odeio ter que limpar muita coisa, tirar aquilo do lugar, puxar novamente para o lugar e […]

SK161

SK61

SK51

SK131

{Fotos Planet Decor France}

Apesar de gostar de velharia, o meu estilo é bem mais minimalismo do que você possa imaginar.

Primeiro, eu odeio muito objeto ou tranqueiras espalhadas pela casa. Acredito que seja por estar ocupando um espaço que possa ser útil, mas também é pelo fato de limpar.

Eu odeio ter que limpar muita coisa, tirar aquilo do lugar, puxar novamente para o lugar e blá blá blá.

Quanto maior o espaço livre, para mim é melhor.

Alguns vão falar que a casa não tem vida, realmente, vendo por esse lado, acaba ficando sem vida… mas nada que uma cor ali e acolá não resolva.

Agora me diz, que lugar é aquele da casa? Moraria fácil, já que sou um bicho do mato ligado no modo on… tipo, uma casinha no campo para ser feliz.

Para ver mais dessa casa, clique aqui.

Eu comprei esses medalhões suínos por 14 reais no mercado e não lembro de ter visto essa marca enquanto morava em São Paulo. Então não sei se você achará fácil ou é algo daqui, não faço idéia e nem fiz questão de perguntar ao google… desculpa, mil desculpa mesmo, é uma tal preguiça que me mata de um jeito que vou te falar. Mas vou te contar, […]

Eu comprei esses medalhões suínos por 14 reais no mercado e não lembro de ter visto essa marca enquanto morava em São Paulo. Então não sei se você achará fácil ou é algo daqui, não faço idéia e nem fiz questão de perguntar ao google… desculpa, mil desculpa mesmo, é uma tal preguiça que me mata de um jeito que vou te falar.

Mas vou te contar, aqui eu vejo muitas carnes preparadas que vão ao forno apenas para terminar o seu preparo ou esquentar.

medalhao1

Quem ficou interessado, entre no site da empresa, pergunte ao santo google ou tire essa dúvida com o mercado que você faz compra, deve ter outras marcas e afins disponíveis.

Para quem estava acostumado com comidas congeladas (muitas são ruins, vamos combinar?), essa me surpreendeu, apesar dessa carne não ser bem comida congelada e sim uma carne que está pronta para ir ao forno.

medalhao2

Ela já vem assim, só colocar em uma churrasqueira ou no forno durante 40 a 50 minutos. Sem novidades no seu preparo e você prepara o resto do almoço de domingo sem medo de ser feliz.

No final, ficou assim:

medalhao3

Só de ver a foto me enche a boca de água #vaigordinhaserfeliz de tão bom que ficou…

Fiz uma redução de laranja para acompanhar, segue a receita:

Ingredientes:

2 e meia xícaras de chá de suco de laranja (500 ml)
1 xícara de chá de vinho branco seco (200 ml)
2 colheres de sopa de açúcar
1 sachê de caldo de legumes

Preparo:

Em uma panela, coloque o suco de laranja, o vinho, o açúcar e o caldo e leve ao fogo baixo, com a panela destampada, por 20 minutos ou até o líquido reduzir pela metade.

Ps.: O quadro comprinhas de supermercado não é uma resenha de produtos enviados e nem postagem paga, eu realmente compro no mercado para experimentar e escrever sobre a minha opinião.

Essa série não esta passando no Brasil e nem sei quando começará a passar (espero que logo), mas é baseada no livro A Viajante do Tempo – Série Outlander. A curiosidade matou o gato a gata e lá fui eu ler o livro. Bem se você é um gato ou gata, convido a continuar a ler essa postagem. Se você é contra spoiler, mude para outra postagem […]

Essa série não esta passando no Brasil e nem sei quando começará a passar (espero que logo), mas é baseada no livro A Viajante do Tempo – Série Outlander.

A curiosidade matou o gato a gata e lá fui eu ler o livro. Bem se você é um gato ou gata, convido a continuar a ler essa postagem.

Se você é contra spoiler, mude para outra postagem ou saia do blog e volte amanhã, quem avisa amigo é ;)

Resumindo: o livro conta a história de Claire Randall, depois do final da segunda Guerra Mundial, ela se encontra com seu marido e vão passar uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de Pedras e viaja para o ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.

Ela conhece Jamie e mesmo querendo voltar ao braços do seu marido, os dois acabam se casando para ela não ser presa pelos ingleses, que desconfiavam dela (ah, os Escoceses também). Ah, claro, depois do casamento o amor/desejo/paixão surge e tudo fica muito, mas muito quente.

Para quem estava toda animada com Cinqüenta Tons de Cinza, não vai estranhar em ler esse livro, já que tem muito relato de sexo com clima romance total (não é nada parecido para ser sincera, mas não li Cinqüenta Tons de Cinza, só vi que os outros escreveram por aí e por isso a comparação).

Certo, até aí normal, o cara tenta ser o herói e quem acaba salvando ele é a protagonista. Quem leu até aqui vai achar que é uma novela pastelão ou uma história escrito para as coleções Sabrina, Bianca e afins.

Até que cheguei perto do final do livro, aonde fico revoltada… melhor, chocada das unhas do pé até as pontas dos fios do meu cabelo.

Acho que a escritora não gosta de homem e essa foi a conclusão, se outros chegaram a uma conclusão diferente da minha, respeito, mas respeitem a minha :)

Relatar abusos é algo que choca e muito, normalmente as informações sobre algo dessa natureza é muito bem escrita para sabermos que isso é errado e não causar tanto impacto nas nossas vidas que acompanha os acontecimentos de certos casos. Outra coisa, temos em mente por documentários e histórias que estudamos que isso era algo normal antigamente (que na verdade não é normal). Mas quando eu li o abuso do Jaime, com todos os detalhes, foi algo que eu não esperava “como assim?!”.

Não basta o cara tentar salvar a Clarie do perigo e meio que não dar certo, levar tiros, levar socos, fugir da morte, de ser preso, etc… ainda isso?

Tudo isso aconteceu porque ele permitiu ser abusado para salvar a vida da Clarie, mas tu ler detalhes, de como foi, o que o cara fez com ele… novamente, é revoltante… estou até agora chocada, mesmo lendo o outro livro que tem mais de mil páginas, já que a curiosidade é maior e quero saber quem fim deu toda a história (parece que são 8 livros, santa paciência!).

Por que você cria um carisma pelo cara, mesmo sendo um ogro com um coração bom.

Assim, a história tem partes que relata as tentativas, nenhum realizados contra a mocinha, que sempre é salva por ela ou por outro alguém ou até ele, que já tinha passado por isso também. Não pensei que chegaria a esse ponto. O final do livro fala sobre ela ter resgatado ele da mão da morte e os cuidados do seu ferimentos (corporais e emocionais), já que o amor supera tudo (essa seria a mensagem, acredito eu!)…

Eu fico pensando, será que o seriado terá essa cena ou eles vão mudar o tipo de abuso?

Tentei ler algo para saber sobre isso, mas não achei nada e acredito que nenhum jornalista deva ter perguntado.

Outra coisa que me preocupa e bastante, que essa saga é procurada pelas leitoras que ficaram órfãs do Crepúsculo. Posso estar sendo ingênua (com certeza, eu estou), mas achei que o conteúdo não é indicado pelas gurias apaixonadas pelo o vampirinho e sim para os leitores do Cinqüenta Tons de Cinza. Acho que estou ficando velha, acredito que sim.

Ps.: Li em algum blog, falando sobre o mocinho ser tão desvalorizado na história do livro. A autora queria mostrar que a protagonista é uma pessoa independente e guerreira, que conseguiria passar por tudo de ruim de cabeça erguida e com muito amor no coração. Então está bom… né?